Carsharing: entenda o conceito e os impactos nas cidades

Carsharing: entenda o conceito e os impactos nas cidades
Serviço traz mais mobilidade, redução de gastos e ainda ajuda o meio ambiente

O trânsito das grandes cidades é um problema crescente, sendo o principal responsável pelo aumento da emissão de CO² na atmosfera, atingindo o meio ambiente de forma negativa, além de trazer diversos prejuízos à saúde. Devido a isso, a necessidade de diminuir o fluxo de carros tem se tornado cada dia mais imprescindível para melhorar a qualidade de vida de todos. Entre as estratégias criadas, as relacionadas à tecnologia têm o futuro mais promissor.

Atualmente, as patinetes e bicicletas compartilhadas já tomaram as ruas de diversas cidades do Brasil e do mundo, sendo facilmente alugadas com o auxílio de aplicativos no celular, mas o futuro dos transportes colaborativos ainda está em constante mutação. Agora, está focado em pessoas que desejam se locomover em veículos particulares, sem a necessidade de comprar um automóvel próprio, tendência conhecida como carsharing.

Como funciona

A ideia central do carsharing é dar mais opções de locomoção à população e já tem se mostrado eficiente ao redor do mundo. A prática permite, inclusive, que o trânsito se torne mais comunitário e fluido, além de contribuir positivamente para a redução dos impactos ao meio ambiente.

De um modo geral, o serviço de compartilhamento é simples. Para utilizá-lo, o usuário deve se cadastrar em uma plataforma e se qualificar para fazer o uso dos automóveis disponíveis. Após isso, basta aguardar a aprovação para começar a usar o sistema.

A disponibilidade dos carros varia de acordo com os serviços. Em alguns casos, podem ser encontrados espalhados pela cidade, no local onde o último usuário os deixou, ou em estacionamentos conveniados com as empresas prestadoras do serviço. O cliente pode verificar, via aplicativo, qual é o veículo mais próximo de onde ele se encontra, no mesmo sistema utilizado pelas empresas de bicicletas e patinetes compartilhadas.

(Fonte: Shutterstock)

Inúmeros benefícios

Além de promover a mobilidade urbana e diminuir o impacto ambiental, outros benefícios têm chamado atenção dos usuários, entre eles a economia. O carsharing é pensado para quem quer continuar tendo a experiência de ter um carro individual, mas sem precisar passar por todo o processo de compra e gastos extras que os veículos acabam gerando.

Alguns dos benefícios do carsharing são:

  • corte de gastos com seguro, manutenção, combustível;
  • pagamento apenas pelo período que usar;
  • mais lugares para estacionar;
  • diminuição da emissão de CO² e ar mais limpo;
  • melhor qualidade de vida e saúde;
  • redução de congestionamentos.
Mobilidade urbana
(Fonte: Pixabay)

Compartilhamento como filosofia

O compartilhamento de carros e outras formas de locomoção está ganhando o apreço das pessoas e se espalhado pelo mundo todo. O serviço de carsharing tem se mostrado eficiente e sendo bem aceito, utilizado em diversas atividades do dia a dia, como idas ao trabalho ou viagens.

A necessidade de diminuir a poluição e promover a melhoria da mobilidade urbana tem feito com que o uso de serviços de compartilhamento de bicicletas, patinetes, scooters e carros se tornem cada vez mais procurados pela população, que busca experiências novas e qualidade de vida acima de tudo.

Curtiu o assunto? Clique aqui e saiba mais sobre como a mobilidade pode melhorar os espaços.

Fontes: Fleetcarma, Nidirect, Carsharing.

Evento de Mobilidade - Evento de Mobilidade - Summit Mobilidade Estadão