Aplicativo de transporte brasileiro facilita a locomoção de idosos

25 de novembro de 2019 3 mins. de leitura
A ideia é que os idosos tenham um serviço de transporte urbano que conheça e atenda suas necessidades como passageiros

Atualmente, existe uma variedade de aplicativos com o intuito de tornar o dia a dia mais prático, e para muitas pessoas essas ferramentas se tornaram essenciais. Porém, a sua utilização nem sempre é simples, especialmente para idosos, que muitas vezes não têm muita familiaridade com o mundo digital.

Conheça o maior e mais relevante evento de mobilidade urbana do Brasil

Foi a partir desse fato que nasceu o aplicativo EuVô, desenvolvido com a proposta de facilitar a vida de idosos que precisam de serviços especializados em transporte urbano.

O aplicativo

Por trás do EuVô estão os irmãos Gabriel e Victória Barboza. A iniciativa surgiu em 2017, após uma experiência envolvendo a mãe deles, que devido a problemas de saúde não conseguia se deslocar de forma cômoda ou sem dificuldades. Ao terem a ideia, ambos sabiam o que aplicativo deveria oferecer: um serviço especializado com motoristas qualificados para transportar pessoas com mobilidade reduzida.

(Fonte: EuVô/Reprodução)

A cidade de São Carlos foi o ponto de partida para iniciar os trabalhos. Não demorou muito para que o local, situado no interior do Estado de São Paulo, recebesse o aval da prefeitura para que o serviço começasse a operar.

De acordo com os irmãos, o aplicativo já tem cerca de 40 motoristas cadastrados e uma surpreendente fila de espera, com mais de 1,5 mil pessoas. A expectativa é que, até dezembro de 2019, o serviço tenha 500 condutores cadastrados e sejam realizadas 5 mil viagens por mês.

O serviço

Para utilizar o serviço oferecido pela plataforma, é necessário fazer uma solicitação com antecedência de no mínimo 3 horas por telefone, WhatsApp, site ou pelo próprio aplicativo.

Todos os motoristas são submetidos a treinamentos específicos e focados no segmento. Além disso, o cadastro dos usuários deve ser realizado de forma detalhada, para que as viagens ocorram de forma segura e possa ser prestado qualquer tipo de atendimento que possa ser necessário durante os trajetos.

(Fonte: Shutterstock)

Um detalhe interessante sobre o EuVô é que o cliente não precisa realizar o pagamento da corrida após o término dela, de forma individual. O idoso pode optar pela contratação de pacotes de corrida ou pagamento direto pelo cartão de crédito, caso ache mais prático, contando com a segurança e comodidade do aplicativo.

Alternativa promissora

A startup brasileira ressalta que o modelo de negócios adotado vai um pouco além dos convencionais. De um lado estão os idosos, que podem se planejar e pedir seu transporte com calma, praticidade e segurança; do outro, os motoristas qualificados para o serviço, que têm a possibilidade de aumentar seus ganhos. Isso porque eles recebem o mesmo valor, até quando o veículo se encontra parado — em casos de experiências com atendimento porta a porta, por exemplo.

Curtiu o assunto? Clique aqui e saiba mais sobre como a mobilidade pode melhorar os espaços.

Fonte: Eu Vô.

Gostou? Compartilhe!