Conheça o Hyperloop, o projeto supersônico de Elon Musk

22 de novembro de 2019 3 mins. de leitura
A ideia futurista do bilionário dono da SpaceX é fazer viagens comerciais em alta velocidade

Elon Musk. Provavelmente você já ouviu esse nome em alguma roda de conversa quando o assunto é tecnologia. As empresas dele estão na vanguarda da locomoção sustentável, como a fabricante de carros elétricos Tesla ou a SpaceX, desenvolvedora de foguetes e sistemas aeroespaciais.

Conheça o maior e mais relevante evento de mobilidade urbana do Brasil

Entre as organizações de Musk, uma que vem chamando bastante atenção é a The Boring Company, responsável por um projeto futurista que promete ajudar o desenvolvimento da mobilidade urbana: o Hyperloop. Com conceito que veio a público em 2012, o sistema de transporte promete levar pessoas e cargas por meio de tubos, fugindo dos principais inimigos da velocidade: o atrito e a resistência ao ar.

Os conceitos por trás da ideia

desenho do conceito
(Fonte: Elon Musk/Reprodução)

Para resolver o problema do atrito, a ideia é usar a levitação magnética, mesmo conceito aplicado ao Maglev, uma espécie de trem que flutua sobre as linhas usando efeitos magnéticos, porém com um preço menor e redução do consumo de energia.

Se o Hyperloop é um sistema selado de tubos, como funcionará? A sua grande função é servir como uma espécie de túnel a vácuo, utilizando aspiradores para sugar o ar, de forma similar ao que ocorre com o Vactrain, semelhante ao Maglev, mas que anda em tubos. Com a retirada do ar, tem-se a diminuição da resistência.

O resultado? Um transporte que consegue se deslocar alcançando altas velocidades, fazendo com que as viagens sejam muito mais rápidas, tranquilas e seguras. Outro ponto relevante desse projeto é que ele se propõe a ser mais acessível e ter maior qualidade quando comparado aos meios de transporte que temos hoje, como aviões, trens e ônibus.

(Fonte: Shutterstock)

Conhecimento compartilhado e competição

Mesmo assim, tirá-lo papel não seria barato. Além disso, Musk já se pronunciou publicamente que, por estar sobrecarregado com suas outras empresas, não tem tempo para levar o projeto adiante. Devido a isso, ele optou por disponibilizar na internet, de maneira gratuita, as informações do Hyperloop, incentivando as pessoas que tiverem interesse em dar continuidade à iniciativa.

Após a publicação, muitas organizações decidiram adotar a ideia e começaram a desenvolvê-la, criando uma rede empenhada em fazê-la se tornar realidade. Ciente disso, e por acreditar profundamente no projeto, Musk criou a SpaceX Hyperloop Pod, uma competição entre jovens estudantes de Engenharia para ver quem conseguia desenvolver o melhor modelo.

O protótipo ganhador, conhecido como TUM Hyperloop, conseguiu alcançar 463 km/h, batendo o seu próprio recorde. A velocidade, apesar de ainda ser considerada baixa, é promissora, e os testes contínuos buscam um futuro em que as viagens supersônicas possam se tornar comuns.

Curtiu o assunto? Clique aqui e saiba mais sobre como a mobilidade pode melhorar os espaços.

Fontes: Wired, The Verge.

Gostou? Compartilhe!