Curitiba tem linha exclusiva para profissionais da Saúde

12 de agosto de 2020 3 mins. de leitura
Iniciativa visa diminuir o contágio da covid-19 na capital, que presencia aumento de casos da doença

Os profissionais da Saúde de Curitiba (PR) podem contar com uma linha de ônibus exclusiva: o Expresso Exclusivo Saúde. Planejada pela Companhia de Urbanização de Curitiba (Urbs), a iniciativa tem como objetivo proteger os profissionais da área e reduzir o contágio da covid-19.

Conheça o mais importante evento de mobilidade do Brasil

O percurso escolhido para o Expresso Exclusivo Saúde foi o trajeto Pinheirinho/Rui Barbosa, já existente na capital. A decisão pelo trecho deve-se à abrangência da linha: de acordo com Ogeny Pedro Maia Neto, presidente da Urbs, 13 hospitais e uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) se beneficiam do percurso.

A linha inaugurada em 29 de junho não é a primeira medida de mobilidade da capital pensada para o deslocamento dos profissionais da Saúde. No mesmo mês, a Prefeitura de Curitiba já havia estabelecido prioridade dos trabalhadores da Saúde no embarque dos ônibus na capital – que presenciou um salto no número de casos da covid-19 em junho.

De acordo com a Prefeitura de Curitiba, após 12 dias da inauguração, a linha havia transportado 547 profissionais que atuam em hospitais e clínicas da capital.

Terminal Pinheirinho, uma das saídas do Expresso Exclusivo Saúde. (Fonte: Prefeitura de Curitiba)

Freando o contágio

A linha é aberta a diversos profissionais da Saúde. Além das pessoas que trabalham diretamente na área, como médicos, fisioterapeutas e enfermeiros, aqueles que atuam em atividades de apoio nos hospitais, como limpeza e administração, também estão convidados a usar o expresso.

“A iniciativa é uma forma de apoiar essa população que está na linha de frente de combate à covid-19 e que precisa se deslocar até os hospitais”, disse o presidente da Urbs em comunicado.

O Expresso Exclusivo Saúde liga o Terminal Rodoviário Pinheirinho à Praça Rui Barbosa e possui horários fixos de saída. No terminal Pinheirinho, os profissionais podem embarcar às 6h ou às 7h. Já na Praça Rui Barbosa, às 18h ou às 19h.

Barcelona terá linha de metrô subterrânea mais longa da Europa

A linha especial respeita as regras atuais de operação do sistema de transporte de Curitiba. Criadas para diminuir o contágio da doença, elas determinam que os ônibus só podem sair no máximo com 30% de lotação no terminal e ter ocupação limite de 50% durante o percurso. A tarifa para usar o expresso é a mesma cobrada nas linhas regulares da capital: R$ 4,50.

Sem linhas de metrô, a capital paranaense tem nos ônibus elementos centrais do transporte público. (Fonte: Prefeitura de Curitiba)

Para usar a linha especial de Curitiba, esses profissionais devem se identificar com crachás que comprovem a sua atividade em hospitais. A Urbs recomenda às empresas que prestam serviços terceirizados nos locais providenciem documentos desse tipo aos colaboradores. A conferência dessa identificação é feita nos próprios terminais e dentro do ônibus, por meio de fiscais da Urbs.

Fonte: Prefeitura de Curitiba, Companhia de Urbanização de Curitiba (Urbs)

Curtiu o assunto? Clique aqui e saiba mais sobre como a mobilidade pode melhorar os espaços.

Gostou? Compartilhe!