Uber vai começar a gravar áudios das corridas

4 de fevereiro de 2020 3 mins. de leitura
Medida está sendo adotada pela empresa para aumentar a segurança de passageiros e motoristas
Como parte das atualizações de segurança que vem fazendo, a Uber divulgou que agora passageiros e motoristas podem gravar as corridas diretamente pelo aplicativo. A medida começará a ser adotada ainda neste mês no Brasil e no México e deverá chegar aos Estados Unidos em um futuro próximo.

Como vai funcionar?

A novidade vai funcionar de maneira diferente para motoristas e passageiros. Enquanto aqueles que dirigem podem configurar o app para gravar todas as corridas automaticamente, os usuários precisam ativar o gravador antes de entrar no carro. Nenhum dos dois será notificado quando a gravação começar. O Summit Mobilidade Urbana 2020 será online e gratuito. Inscreva-se! Quando a viagem acabar, o passageiro receberá a tradicional notificação perguntando se tudo ocorreu bem. Se a avaliação for negativa, poderá relatar o incidente e transmitir o arquivo de áudio para a Uber, que analisará o caso. Porém, vale ressaltar que as todas as gravações serão criptografadas e não poderão ser acessadas pelos usuários e motoristas. Apesar de o áudio não ficar disponível no aplicativo, em casos de crimes ou transgressões, as gravações poderão ser solicitadas judicialmente à empresa. De acordo com o chefe de produtos de segurança da Uber, Sachin Kansal, o novo recurso deverá transmitir a sensação de que “as luzes estão acesas”. Kansal ainda afirma que essa nova medida vai permitir que a empresa conduza uma melhor investigação de incidentes entre motoristas e passageiros. Segundo o especialista em risco Thom Rickert, as gravações não vão impedir que algo aconteça, mas vão ajudar a companhia a entender o que se passou e prevenir para que a ocorrência não volte a acontecer.

Problemas de segurança da Uber

Depois da euforia por conta dos preços mais acessíveis, o aplicativo passou a ser bastante questionado sobre a sua segurança. Nos Estados Unidos, pelo menos 103 motoristas foram acusados de assédio sexual e 31 foram condenados por estupro e cárcere privado.
Man Inside Vehicle
(Fonte: Pexels)
O problema de segurança não é exclusivo dos passageiros. No Brasil e no México, em que o pagamento por dinheiro é liberado, os motoristas lidam com riscos maiores. Em terras brasileiras, inclusive, notícias de assaltos e sequestros-relâmpago não são incomuns.

Como a Uber tem investido em segurança?

Agora, os usuários podem ligar para a polícia diretamente do app em situações de perigo e compartilhar a rota em tempo real com qualquer pessoa. Outra novidade é a checagem de rota, que permite que o aplicativo faça uma conferência em tempo real de como está a corrida, avaliando desvios e anormalidades, como carro parado por muito tempo. Se a viagem estiver muito fora do esperado, a empresa entra em contato com o motorista para saber o que motivou a mudança. Ao mesmo tempo, o usuário também recebe um alerta para reportar um acidente, ligar para a polícia ou compartilhar a rota com algum contato.
Selective Focus Photography of Person Holding Turned on Smartphone
(Fonte: Pexels)
Além disso, a Uber anunciou que irá liberar um relatório de transparência neste ano, contendo todas as acusações de assédio sexual na empresa e no aplicativo. Fontes: The Verge, The Guardian. Curtiu o assunto? Clique aqui e saiba mais sobre como a mobilidade pode melhorar os espaços.
Gostou? Compartilhe!