Como funciona o limitador de velocidade e para que serve?

4 de fevereiro de 2022 3 mins. de leitura

O limitador de velocidade oferece mais comodidade e segurança no trânsito, sendo item de série na maioria dos veículos novos

Publicidade

A maioria das vias públicas têm limites de velocidade, para garantir a segurança das pessoas que se deslocam por ela, bem como a conservação do pavimento. Porém, com carros cada vez mais potentes e silenciosos, pode ser fácil ultrapassar esse limite sem perceber. É para impedir que isso aconteça que existe o limitador de velocidade, um equipamento bastante comum nos carros lançados nos últimos anos — inclusive nos mais acessíveis.

Com o limitador de velocidade, o carro continua funcionando normalmente — porém, se você continuar acelerando, um alarme começará a soar. Em sistemas mais avançados, o automóvel simplesmente se mantém no limite selecionado, cortando a aceleração. Além disso, há carros que permitem configurar dois limites, para diferentes situações. 

O limitador de velocidade ajuda a respeitar as regras para cada via. (Fonte: Shutterstock)
O limitador de velocidade ajuda a respeitar as regras para cada via. (Fonte: Shutterstock)

Como usar o limitador de velocidade?

A configuração pode mudar em cada modelo, mas é geralmente feita em um botão no volante do carro. Assim, você pode selecionar a máxima das vias por onde mais transita no dia a dia ou uma velocidade considerada segura. 

Nesse contexto, é importante diferenciar o piloto automático do limitador de velocidade. Essa outra tecnologia é semelhante, porém mais complexa: enquanto o limitador apenas impede a aceleração acima da velocidade selecionada, o piloto automático mantém uma velocidade só durante o trajeto, sendo capaz de acelerar o carro automaticamente para isso. 

Há também o cruise control (ou controle de velocidade de cruzeiro), que pode ser acionado ao atingir a velocidade desejada. Mesmo tirando o pé do acelerador, a velocidade é mantida. De certa forma, sua função é oposta à do limitador de velocidade. 

Vale observar, também, que alguns carros têm sua máxima limitada eletronicamente de fábrica, além das configurações do motorista. Esse é o caso de carros elétricos (geralmente limitados a 180 km/h para conservar as baterias) e de alguns modelos esportivos fabricados na Alemanha (limitados a 250 km/h, a pedido do governo do país, para evitar acidentes graves). 

Em geral, o limitador de velocidade é acionado por botões no volante do carro. (Fonte: Shutterstock)
Em geral, o limitador de velocidade é acionado por botões no volante do carro. (Fonte: Shutterstock)

Limitador de velocidade com funções extras

Uma funcionalidade que muitos motoristas não conhecem é o desativamento automático do limitador de velocidade em casos de emergência — como uma ultrapassagem, por exemplo. Basta pisar bem fundo no acelerador, para que o sistema compreenda a necessidade. 

Além disso, alguns modelos podem apresentar limitadores de velocidade mais complexos. O Peugeot 5008, por exemplo, tem um limitador de velocidade automático: uma câmera acoplada na frente do carro lê as placas das vias públicas e configura o sistema sem intervenção do motorista. 

Assim, se você sair de uma rua mais calma para a via principal, não tem trabalho para reconfigurar o limitador de velocidade (e vice-versa). Em outros carros, essa automatização é feita pelo GPS.

Alguns carros de luxo têm, ainda, o controle de cruzeiro adaptativo (ou ACC, na sigla em inglês). Esse sistema mantém uma distância fixa do carro da frente, acelerando ou freando, à medida que o trânsito faz o mesmo. 

Ainda assim, quando retornamos ao limitador de velocidade mais simples, é possível encontrá-lo até em modelos populares do mercado brasileiro, como Chevrolet Onix e Hyundai HB20. É um equipamento que muitos motoristas não conhecem, mas que pode oferecer comodidade e segurança no trânsito. 

Fonte: Volvo Cars, Hyundai, Latin NCAP.  

126241cookie-checkComo funciona o limitador de velocidade e para que serve?

Webstories