Conheça 5 serviços de ônibus por aplicativo

15 de junho de 2020 5 mins. de leitura
Apps permitem a reserva de trajetos urbanos e intermunicipais por smartphone

Uber e 99 são aplicativos de corrida compartilhada que já fazem parte do cotidiano de quem vive em cidades de médio e grande porte. Os veículos oferecem o mesmo serviço dos táxis, mas com preços e comodidades mais atraentes.

Conheça o maior e mais relevante evento de mobilidade urbana do Brasil

A novidade é que, além de carros, já é possível reservar corridas de ônibus pelo smartphone. O serviço tende a conciliar a comodidade dos apps de carro com preços ainda mais atrativos. Além disso, é possível fazer trajetos urbanos como também rodoviários estaduais e interestaduais.

Conheça cinco opções de aplicativos que intermedeiam trajetos de ônibus e podem fazer parte da mobilidade cotidiana.

1. UBus

Viagens da UBus contam com ar-condicionado, TV, rádio, Wi-Fi e banco de couro. (Fonte: UBus/divulgação)

A UBus é uma plataforma de mobilidade coletiva que liga empresas operadoras do transporte coletivo e seus clientes. Todos os veículos parceiros do UBus são equipados com ar-condicionado, TV, rádio, Wi-Fi e banco de couro.

O app está disponível para Android e iOS e permite aos usuários fazerem login com o Facebook. Uma vez logado, deve-se indicar o trajeto, e o aplicativo mostrará a melhor rota entre o ponto atual e o destino desejado. O pagamento pode ser feito de forma segura com cartão de crédito.

Coronavírus: 4 apps de delivery com entrega sem contato

No momento de selecionar, o usuário pode escolher entre três opções de customização: o módulo “Linha”, que se refere a uma rota fixa determinada pelo operador; o módulo “Fretamento”, no qual o cliente predetermina o itinerário, dia e horário; e o módulo “Porta a Porta”, sob demanda, em que as solicitações de itinerário são flexíveis para ajuste entre o operador e cliente.

2. Buser

Buser está entre os apps de viagens de ônibus. (Fonte: Shutterstock)

Em expansão, a Buser teve até o início do ano uma taxa de crescimento próxima a 30% ao mês. Segundo a empresa, os pontos altos do serviço são: o preço acessível, até 60% mais barato do que os ônibus tradicionais; a segurança — todas as empresas e os motoristas são certificados pela ANTT, e as viagens contêm seguro de vida sem taxas para todos os viajantes; e o conforto — todos os veículos são leito-cama, leito comum ou semi-leito e não é necessário nada além de reservar a passagem pelo smartphone.

A plataforma está com as atividades interrompidas devido à pandemia do novo coronavírus, mas permite ao usuário se cadastrar para ser notificado do retorno.

3. 4bus

A imagem pode conter: texto
4bus já opera em Florianópolis, Balneário Camboriú, Joinville, Chapecó, São Paulo e Curitiba. (Fonte: 4bus/divulgação)

As atividades da empresa começaram há cerca de 12 meses em Santa Catarina: as primeiras cidades cobertas pela 4bus foram Florianópolis, Balneário Camboriú, Joinville e Chapecó. Hoje, a companhia já cobre cidades como São Paulo e Curitiba.

O impacto dos apps de delivery na mobilidade urbana

Assim como as concorrentes, as corridas são reservadas por aplicativo e o pagamento é online. O investimento veio sob o modelo do cooperativismo, pois a Cooperativa de Transporte Rodoviário de Passageiros, Serviços e Tecnologia (Buscoop) é o fundo gestor da 4bus.

4. Uber Bus

Uber Bus é um serviço de ônibus por aplicativo para até 20 ...
Uber Bus pode se consolidar oferecendo custos acessíveis e serviço de qualidade. (Fonte: Tecnoblog/reprodução)

Em fase de testes no Egito, o Uber Bus é um serviço de ônibus por aplicativo para até 20 passageiros em micro-ônibus. A operação com ônibus é semelhante à do Uber Juntos: o passageiro procura um roteiro no aplicativo comum da Uber e, caso algum micro-ônibus esteja disponível em um trajeto semelhante, o passageiro pode optar por essa modalidade.

Segundo a empresa, será possível pagar as viagens em dinheiro e o passageiro usa um QR Code para ingressar no veículo. O preço não será fixo, como ocorre com os ônibus urbanos comuns ou apps de viagem intermunicipal, mas espera-se que o custo seja acessível o suficiente para essa opção entrar de forma definitiva no cotidiano das pessoas.

99 lança seu serviço de delivery em Belo Horizonte

O serviço esteve disponível, inicialmente, em algumas regiões do Cairo e de Gizé, onde ficam as pirâmides que atraem turistas de todo o mundo. O objetivo é expandir ao longo dos próximos meses para todos os bairros da capital egípcia.

5. TopBus+

Veículos da TopBus+ circulam por bairros da capital cearense. (Fonte: TopBus+/divulgação)

Em algumas cidades, as próprias administradoras da frota regular estão experimentando esse novo modelo, também chamado de transporte urbano sob demanda. É o caso de Fortaleza, que possui essa opção desde 2019. As vans e micro-ônibus fazem trajetos que são geridos por um algoritmo, adaptando as diferentes demandas apresentadas pelos passageiros — tal como ocorre no Uber Juntos. O preço mínimo é R$ 3,50, mas o passageiro sabe o valor antes de entrar no veículo.

Fonte: UBus, Buser, TopBus+, 4bus, Olhar Digital.

Curtiu o assunto? Clique aqui e saiba mais sobre como a mobilidade pode melhorar os espaços.

Gostou? Compartilhe!