O que significam as cores das bengalas dos deficientes visuais?

21 de setembro de 2021 3 mins. de leitura
As cores das bengalas ajudam na identificação de indivíduos com baixa visão, cegos ou surdos e cegos

Com o advento da tecnologia, diversas ferramentas ligadas à acessibilidade urbana foram criadas para incluir diferentes tipos de cidadãos. No entanto, não é sempre que elas precisam estar relacionadas com aplicativos muito elaborados. É o caso das cores nas bengalas de deficientes visuais. 

Desenvolvido na Argentina na década de 1990, o projeto Bengala Verde aposta na diferenciação das deficiências visuais por meio das cores das bengalas dos indivíduos. Elas foram escolhidas pelos próprios idealizadores argentinos e simbolizam a esperança de enxergar a vida de uma nova forma. 

A importância na diferenciação das cores para a acessibilidade urbana

Segundo especialistas, a diferenciação entre as cores das bengalas e a difusão desse conhecimento entre a população são extremamente importantes para a inclusão desses indivíduos em locais públicos.

Após ter sido criado na Argentina, o Bengala Verde foi difundido entre diversos países da América Latina; no entanto, a ideia não foi tão expressiva no Brasil. Então, para “driblar” a falta de uma política nacional, alguns municípios criaram projetos de lei sobre o tema para incentivar a conscientização entre seus moradores. Atualmente, a lista inclui as cidades de São Paulo, Juiz de Fora, Campos dos Goytacazes, Curitiba, entre outras. Entenda o que cada cor de bengala indica.

Bengala verde

 A bengala verde caracteriza o indivíduo de baixa visão. (YouTube/Perla Mayo/Reprodução)
A bengala verde caracteriza o indivíduo de baixa visão. (YouTube/Perla Mayo/Reprodução)

A visão baixa, conhecida também como visão subnormal, é caracterizada por uma perda de visão que não pode ser corrigida por meio dos métodos existentes na atualidade, como óculos, lentes e cirurgias. 

Normalmente, quem tem essa deficiência não consegue enxergar com totalidade o que há na sua frente, como cenários, pessoas e objetos. Segundo o projeto argentino, a cor de bengala indicada para esses indivíduos é a verde. 

Bengala branca e vermelha

 Apesar de vários países terem adotado a regra em todo o seu território, o mesmo não foi realizado no Brasil ainda. (Freepik/Reprodução)
Apesar de vários países terem adotado a regra em todo o seu território, o mesmo não foi realizado no Brasil ainda. (Freepik/Reprodução)

As pessoas com surdo-cegueira apresentam dificuldade para enxergar e ouvir no seu dia a dia. Para serem identificadas, elas utilizam uma bengala branca e vermelha.

Bengala branca

 Quem tem ausência total da visão em geral utiliza uma bengala branca. (Biblioteca de São Paulo/Reprodução) 
Quem tem ausência total da visão em geral utiliza uma bengala branca. (Biblioteca de São Paulo/Reprodução) 

Acessibilidade deve ser aprimorada

Além da regulamentação desses códigos, outras medidas devem ser tomadas pelas prefeituras para tornarem suas ruas ainda mais inclusivas para as pessoas. É importante que as calçadas não apresentem obstáculos no deslocamento e que o piso tátil seja instalado de forma correta para garantir o auxílio em todo o percurso. 

Independentemente de qualquer tipo de deficiência ou mobilidade reduzida, as cidades do futuro têm o grande desafio de garantir o acesso digno de seus moradores a ruas, ônibus, parques, restaurantes e outros locais.

Fonte: Deficiente Ciente, Hospital de Olhos.

Este conteúdo foi útil para você?

111530cookie-checkO que significam as cores das bengalas dos deficientes visuais?