Rio de Janeiro retoma 100% da frota de ônibus

19 de julho de 2020 3 mins. de leitura
Frota do transporte havia sido diminuída por conta do novo coronavírus, mas a medida ocasionou filas e superlotação

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou a retomada da circulação integral da frota de ônibus carioca. Desde de 17 de março, apenas 50% dos veículos operavam nas ruas e tinham como condição só circular com passageiros sentados, para evitar aglomeração.

Expectativa é que a retomada da totalidade da frota reduza filas e superlotações nos veículos. (Fonte Ilan Pellenberg / Shutterstock)

A medida foi insuficiente para desestimular o uso dos ônibus. Segundo a prefeitura, a redução não alcançou o efeito desejado, as filas e superlotações ocorreram seguidamente nos três meses de redução, em vez de uma queda no número de passageiros. Ainda segundo o órgão, a fiscalização e as multas aplicadas nos veículos que descumpriram a determinação não foram suficientes para reverter o quadro.

Conheça o maior e mais relevante evento de mobilidade urbana do Brasil

A medida de redução da frota ocorreu após pressão dos motoristas de ônibus, que ficavam expostos durante a pandemia. Além das linhas de ônibus da cidade, foi reduzido o fluxo dos intermunicipais e interestaduais, barcas, trens e metrôs. Os passes estudantis também foram suspensos, na expectativa de que a redução de passageiros fosse suficiente, o que não ocorreu.

Retomada

Retomada da circulação da frota do transporte coletivo da cidade do Rio de Janeiro exigirá mais cuidados sanitários. (Fonte: A.PAES / Shutterstock)

A redução na oferta de veículos do transporte público pode produzir efeitos incertos. Por um lado, a população que precisa sair de casa e pode usar outras formas de mobilidade tende a fazer trajetos a pé, de bicicleta, por apps de transporte ou de carro particular, que são meios de menor risco de contágio. No entanto, o segmento que não consegue adaptar seu planejamento acaba se concentrando nos poucos veículos em circulação.

Coronavírus: 4 apps de delivery com entrega sem contato

Por isso, existe o receio de que a volta da frota integral às ruas — tendência que também está em aplicação em outras capitais, como Macapá — possa induzir empresas a retomar as atividades e diminuir a taxa de isolamento, que ainda é o meio mais indicado para a diminuição do contágio da covid-19.

O Summit Mobilidade 2020 será online e gratuito. Clique aqui e se inscreva!

A retomada, formalizada pela resolução nº 3296, inclui também a frota de BRTs — ônibus que operam em canaletas exclusivas e possuem capacidade de transportar mais passageiros do que os veículos comuns.

Fonte: Mobilize.

Curtiu o assunto? Clique aqui e saiba mais sobre como a mobilidade pode melhorar os espaços.

Gostou? Compartilhe!