4 recomendações sanitárias para quem caminha na pandemia

17 de fevereiro de 2021 3 mins. de leitura
Confira alguns cuidados para não se expor ao risco do novo coronavírus

O medo de aglomerações fez que, durante a pandemia, a preferência por se locomover a pé aumentasse de 9% para 23%, segundo dados da organização Rede Brasileira de Urbanismo Colaborativo (Rede BR). 

Já conhece o Estadão Summit Mobilidade Urbana? Saiba o que rolou na última edição do evento.

Segundo a Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), aproximadamente 40% dos brasileiros se deslocam exclusivamente a pé e 28% usam transporte coletivo para locomoções diárias, que sempre incluem um trecho caminhando. Isso representa 68% do total dos deslocamentos no país por dia.

 Durante a pandemia, a preferência por andar a pé aumentou significativamente. (Fonte: Shutterstock)
Durante a pandemia, a preferência por andar a pé aumentou significativamente. (Fonte: Shutterstock)

O Instituto Corrida Amiga elaborou o Guia do Transporte a Pé, atualizado com os principais cuidados e recomendações sanitárias no contexto da pandemia do novo coronavírus. Confira quais são.

1. Use máscara

Apesar de dificultar a respiração, o uso da máscara é indispensável na prevenção da transmissão e do contágio do novo coronavírus. A proteção evita a disseminação de gotículas para o ambiente, o que diminui as chances de contaminação.

É importante lembrar-se de trocar a máscara a cada quatro horas de uso e sempre que ela estiver molhada ou suja. Evite entrar em contato com a parte central da máscara e retire pelos elásticos da lateral.

2. Mantenha o distanciamento social

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é importante manter uma distância mínima de 1,5 metro entre as pessoas e evitar aglomerações. No entanto, de acordo com estudos realizados pela Universidades de Leuven e Eindhoven, pesquisadores constataram que as gotículas de saliva podem atingir grandes distâncias quando estamos praticando exercícios físicos. 

Com isso, o estudo recomenda que os caminhantes mantenham uma distância de quatro metros entre eles, visando evitar as nuvens de gotículas de outras pessoas. Para sua caminhada tranquila, evite horários de pico e locais com grande fluxo de pessoas, caso seja possível.

3. Mantenha as mãos limpas

É fundamental manter as mãos limpas em espaços públicos. (Fonte: Shutterstock)
É fundamental manter as mãos limpas em espaços públicos. (Fonte: Shutterstock)

Em um ambiente público, é recomendado evitar encostar em corrimãos, maçanetas e qualquer outro recurso que seja de uso coletivo. Caso seja uma ação inevitável, não leve as mãos ao rosto antes de lavá-las com água corrente e sabão ou higienizá-las com álcool em gel 70%. É aconselhado seguir esses cuidados também em caso de manuseio de dinheiro e cartões bancários.

4. Higienização de roupas e calçados 

Para evitar a contaminação de ambientes internos, recomenda-se que se retire o calçado antes de entrar em casa. Além disso, lave as mãos sempre que calçá-los ou removê-los. Caso tenha que arrumar o sapato enquanto estiver na rua, evite levar as mãos ao rosto e utilize álcool em gel 70% para higienizar.

No caso das roupas, a Vigilância Sanitária indica que o melhor procedimento a ser adotado é a lavagem imediata das peças com alvejante e, se possível, com água acima de 60 °C. Se você for passear com seu animal de estimação, o cuidado indicado é a higienização das patas do animal antes de adentrar em casa.

Fonte: Mobilize, Corrida Amiga, Prefeitura do Rio de Janeiro.

Conheça o maior e mais relevante evento de mobilidade urbana do Brasil

O que achou?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Gostou? Compartilhe!