7 curiosidades sobre Ford Ka e EcoSport

13 de março de 2021 5 mins. de leitura
Conheça curiosidades sobre os modelos e saiba por que eles “pegaram” nas ruas brasileiras

A decisão da Ford de encerrar atividades produtivas no Brasil trouxe preocupação em razão dos empregos que foram afetados, algo especialmente grave na atual crise econômica que coincide com os efeitos da pandemia de covid-19. 

Conheça o maior e mais relevante evento de mobilidade urbana do Brasil

Mas há outros motivos pelos quais o anúncio gerou lamentações, pois a Ford também decidiu tirar de linha os modelos produzidos por aqui: o Ka (hatch e sedan) e o EcoSport. A preocupação para os donos desses veículos é que isso dificulte a absorção dos automóveis na hora da venda.

Além disso, ambos já têm uma série de gerações no mercado brasileiro e fãs “de carteirinha”, que trocavam de carro sem abrir mão do modelo. Para entender o que esses veículos têm de tão especial e por que vão deixar saudade, confira 7 curiosidades sobre eles.

1. O design do Ford Ka tem inspiração egípcia

Linhas do Ford Ka são curvas, assim como as dunas. (Fonte: LucVi/Shutterstock)
Linhas do Ford Ka são curvas, assim como as dunas. (Fonte: LucVi/Shutterstock)

Para quem gosta de história, eis aí um carro para não botar defeito. Com linhas nada óbvias, desde 1996, quando ocorreu seu primeiro lançamento na Europa, o Ford Ka apresenta um design muito especial em alusão a dunas. Além disso, o nome significa alma ou espírito, em egípcio, e corresponderia à essência dos deuses. 

2. O Ka ganhou pegada no Brasil

O Ka foi lançado inicialmente na Europa, mas foi aqui que ele recebeu um motor de respeito. Após os modelos 1.0 e 1.3, foi a versão tupiniquim que ganhou a opção 1.6, muito mais rápida e ainda mais econômica.

O motor Zetec Rocam deu tão certo que os europeus importaram a ideia. O SportKa, vendido no Velho Continente, incorporou essa opção para que as estradas de lá não ficassem com inveja.

3. As aletas do EcoSport abrem e fecham automaticamente

Refrigeração inteligente permite automatizar a decisão de abrir ou fechar entrada de ar. (Fonte: Auto-data.net/Shutterstock)
Refrigeração inteligente permite automatizar a decisão de abrir ou fechar entrada de ar. (Fonte: Auto-data.net/Shutterstock)

Hora de falar mais do EcoSport, sonho de consumo de mais de uma geração. Uma das coisas que tornaram esse carro tão inteligente foi o fato de as aletas da dianteira abrirem e fecharem automaticamente. Isso significa que o carro sabe quando é hora de abrir mais para resfriar o motor e abrir menos para diminuir a resistência do ar e ganhar em aerodinâmica. 

4. O EcoSport tem uma dianteira ultraprecisa

Outra curiosidade sobre a dianteira do veículo é que a fabricação dessa parte do carro conta com um sistema ultrapreciso de medição a laser, então o alinhamento é impecável. Outro modelo com uma tecnologia semelhante é o Mustang, o esportivo que também é comercializado pela Ford.

5. O sistema anticapotamento do EcoSport faz mais de 100 medições por segundo

A tração do EcoSport não deixa a desejar. Segurança e estabilidade estão entre as principais razões pelas quais o modelo fez tanto sucesso e vinha ganhando cada vez mais adeptos. 

O que talvez você não saiba é que o veículo conta com um sistema anticapotamento cujos sensores fazem mais de 100 medições por segundo. Além disso, são capazes de aplicar o frio de forma cirúrgica para reduzir a potência do motor e ajustar o controle do automóvel na via.

6. O EcoSport recebeu críticas quanto ao estepe

Modelo de estepe externo recebeu críticas. (Fonte: M/Shutterstock)
Modelo de estepe externo recebeu críticas. (Fonte: M/Shutterstock)

O modelo com estepe no porta-malas foi lançado primeiramente na Europa, em 2015, e se tornou uma polêmica por lá, o que não foi diferente em terras brasileiras. A Ford foi criticada tanto por essa forma de apresentá-lo quanto pela tecnologia EcoSport Run Flat, em que os pneus podiam rodar furados. 

A crítica especializada foi tão dura que disse que a Ford havia institucionalizado a gambiarra ao adotar esse design.

7. O EcoSport era um dos poucos carros “mais baratos” no Brasil

O Brasil é conhecido por ser um país em que os carros são especialmente caros. Em geral, por conta da carga tributária e de outras variáveis, os mesmos modelos são encontrados no exterior por preços menores. No caso do EcoSport isso não ocorria — ao menos quando se faz a conta pela conversão direta.

Por aqui, um veículo zero quilômetro custava a partir de R$ 70 mil; nos Estados Unidos, ficava próximo de US$ 20 mil; na Europa, saía por 23 mil euros. Em ambos os casos, o valor seria mais de R$ 100 mil.

Bateu uma nostalgia ao falar desses modelos? Os amantes da marca podem continuar a contar com a montadora — o que não será possível, infelizmente, será ter um desses produzido no Brasil.

Fonte: Media Ford, Rhino Autoparts, Carros Ig, Mobiauto, Quatro Rodas.

Assine nossa newsletter com os principais debates de mobilidade urbana da atualidade.

Este conteúdo foi útil para você?

95890cookie-check7 curiosidades sobre Ford Ka e EcoSport