Ar-condicionado para carro: tudo o que você precisa saber

26 de fevereiro de 2022 4 mins. de leitura
O ar-condicionado automotivo refrigera o ambiente interno do veículo, dando mais conforto para os passageiros

O ar-condicionado está presente em milhões de automóveis em circulação no mundo. Ele pode refrigerar e esquentar a parte interna do carro, fazendo que o deslocamento seja mais confortável em dias muito quentes, frios ou chuvosos. 

Apesar de serem populares, poucas pessoas conhecem seu funcionamento e as formas de tornar o uso do equipamento ainda mais inteligente. Assim, trouxemos as principais informações sobre ar-condicionado de carro que você precisa conhecer. 

Confira! 

Como funciona o ar-condicionado automotivo?

Ar-condicionado automotivo tradicional tem mais de 20 peças. (Fonte: iStock/Reprodução)
Ar-condicionado automotivo tradicional tem mais de 20 peças. (Fonte: iStock/Reprodução)

O ar-condicionado dos automóveis tem um funcionamento complexo. Basicamente, após o botão de acionamento do equipamento ser pressionado, o gás presente na garrafa do sistema de refrigeração é comprimido, fazendo que siga pela tubulação até chegar no condensador. 

Nessa fase, ele é resfriado a baixas temperaturas, para que se torne líquido e consiga passar para os próximos processos. Uma vez que está em um novo estado físico, o material sofre grande pressão para continuar se deslocando até passar pelo processo de filtragem no filtro secador. 

Para refrigerar o ambiente, ele precisa novamente ser transformado em gás. Por isso, o líquido é encaminhado para a válvula expansora, responsável por essa função. Por fim, o gás é direcionado para a evaporadora, que resfria o ar que o ventilador envia para dentro do veículo.

Como deve ser feita a manutenção do ar-condicionado automotivo?

Manutenção no ar-condicionado precisa ser realizada 2 vezes ao ano, para prevenir problemas. (Fonte: iStock/Reprodução)
Manutenção no ar-condicionado precisa ser realizada 2 vezes ao ano, para prevenir problemas. (Fonte: iStock/Reprodução)

A manutenção recorrente do ar-condicionado automotivo tem grande importância, pois qualquer problema no equipamento afeta diretamente a qualidade do ar respirado pelos passageiros. Além disso, caso o sistema pare de funcionar, a viagem pode se tornar desconfortável nos momentos em que não for possível abrir os vidros, como durante chuvas fortes.

A revisão preventiva deve ser realizada a cada seis meses por um profissional habilitado ou nos momentos em que o equipamento der sinais de que pode estar com algum problema. De acordo com o site Doutor Multas, entre os problemas mais comuns do ar-condicionado que podem ser sentidos pelos passageiros, estão incapacidade de refrigerar, queda no nível de ventilação e não funcionamento.

Na maioria dos casos, a manutenção é feita de forma rápida, envolvendo apenas a troca de algumas peças e determinados ajustes.

Qual é a melhor forma de otimizar o uso do ar-condicionado automotivo?

Ar-condicionado automotivo pode aumentar de 10% a 20% o consumo de combustível. (Fonte: iStock/Reprodução)
Ar-condicionado automotivo pode aumentar de 10% a 20% o consumo de combustível. (Fonte: iStock/Reprodução)

O uso frequente do ar-condicionado está relacionado com o aumento do consumo de combustível nos veículos. Por isso, para aqueles que desejam economizar na hora de abastecer, pode ser interessante otimizar o uso do equipamento.

Uma das formas de fazer isso é preferir transitar com os vidros abaixados e o ar-condicionado desligado nos centro urbanos, visto que nesses perímetros os deslocamentos são mais lentos devido a sinaleiros, congestionamentos e outros aspectos do tráfego. Quando se trata da direção em rodovias, o mais indicado é optar pelo uso do ar-condicionado, visto que o veículo se desloca em uma velocidade maior.

Em dias muito quentes, em que o automóvel fica por muito tempo estacionado sob o sol com os vidros fechados, também há uma maneira de otimizar o uso do equipamento. A maioria das pessoas tende a entrar no carro e já ligar o ar para reduzir a temperatura interna, mas o melhor a se fazer é dirigir por alguns quilômetros com os vidros abaixados até que o calor interno reduza um pouco. 

Assim, quando houver uma sensação de amenidade, é possível fechar os vidros e ligar o ar-condicionado para resfriar a cabine mais rapidamente. De forma geral, o uso do ar-condicionado deve ser feito apenas em momentos necessários por aqueles que procuram economizar combustível. 

Fonte: Doutor Multas, Blog Ituran, Jaguar, Doutorie.

Este conteúdo foi útil para você?

127850cookie-checkAr-condicionado para carro: tudo o que você precisa saber