Paris testa bicicletas elétricas em emergências médicas

18 de novembro de 2020 4 mins. de leitura
Empresa criou a primeira bicicleta elétrica projetada para uso médico em meio aos congestionamentos da capital francesa

Paris tem um dos maiores congestionamentos do mundo. Na capital francesa, os condutores passam 163 horas por ano em engarrafamentos, segundo dados do TomTom Traffic Index de 2019. A cidade costuma registrar 200 quilômetros diários de vias congestionadas.

Já conhece o Estadão Summit Mobilidade Urbana? Saiba o que rolou na última edição do evento

Na Cidade Luz, o serviço de urgências recebe entre 300 e 400 chamadas telefônicas por dia, que resultam em aproximadamente 250 saídas de veículos de emergência, de acordo com a prefeitura parisiense. A lentidão do tráfego atrapalha o deslocamento de ambulâncias para atender emergências, quando cada minuto pode fazer a diferença entre a vida e a morte.

Para superar esse obstáculo, foi criada a Emergency Bike, primeira bicicleta elétrica para uso médico. O projeto foi desenvolvido pela Ecox, empresa especializada em e-bikes, em parceria com a agência de publicidade Wunderman Thompson Paris. 

O projeto conta com o apoio da Urgences Médicales de Paris e tem como objetivo ajudar a salvar vidas oferecendo aos médicos socorristas um modo de transporte seguro e rápido.

Bicicleta elétrica sob medida

Projeto de bicicleta elétrica foi desenvolvido para atender às necessidades específicas dos médicos socorristas de Paris. (Fonte: Prefeitura de Paris/Divulgação)
Projeto de bicicleta elétrica foi desenvolvido para atender às necessidades específicas dos médicos socorristas de Paris. (Fonte: Prefeitura de Paris/Divulgação)

Em setembro, os socorristas de Paris começaram a utilizar esses veículos em fase de testes. “Após o confinamento, os parisienses não usarão mais tanto o transporte público. Muitos deles usarão seus carros, o que criará ainda mais engarrafamentos. Amanhã, mais do que nunca, os médicos vão precisar de bicicletas de emergência”, afirma o CEO da Ecox, Mathieu Froger.

Desde as especificações ao design da moto, passando pela parte técnica e médica, tudo foi pensado para atender às necessidades muito específicas dos médicos socorristas. Além disso, o conceito está disponível em diversos tipos de bicicletas (de carga, mountain bike ou urbana).

Hospital cria política de incentivo a bikes para funcionários

Os veículos são equipados com um compartimento para equipamentos de saúde, uma caixa isotérmica, além de pneus reforçados contra furos e marcações de segurança médica refletoras nas rodas. As e-bikes também contam com luz LED azul de longo alcance e buzina de 140dB, que permitem a sinalização de emergência.

Para propiciar um elevado número de viagens urbanas, a bicicleta possui um motor elétrico e uma dupla de baterias com capacidade total de 500kW que viabilizam autonomia para 160 quilômetros por recarga. Cada veículo pode ser localizado em tempo real via GPS e ainda tem uma entrada USB para conectar qualquer dispositivo eletrônico.

Vantagens das bicicletas de emergências

Emergency Bikes permitem o deslocamento até duas vezes mais rápido nas ruas parisienses e ainda podem ser estacionadas em qualquer lugar. (Fonte: Prefeitura de Paris/Divulgação)
Emergency Bikes permitem o deslocamento até duas vezes mais rápido nas ruas parisienses e ainda podem ser estacionadas em qualquer lugar. (Fonte: Prefeitura de Paris/Divulgação)

Os veículos se locomovem facilmente de forma rápida no trânsito intenso, estacionam em vagas limitadas e, o mais importante, permitem que os médicos cruzem Paris com seu equipamento mais rapidamente do que qualquer outro veículo.

Apesar de ter pouco tempo desde o início da experiência, um dos médicos socorristas participantes, Martin Méaler admite já poupar “uma hora em transportes por dia” com a utilização da Emergency Bike.

Conheça o índice que mede a usabilidade de bikes nas cidades

A iniciativa pode ser expandida para outras cidades, caso tenha sucesso durante o piloto. A prefeitura de Paris afirma que a ideia pode ser estendida também para enfermeiras, transportadores médicos e até bombeiros, entre outros profissionais.

Fonte: Smart Cities, Futura Sciences, Ebike Generation, Prefeitura de Paris, Science Post, Ecox.

Conheça o maior e mais relevante evento de mobilidade urbana do País

Gostou? Compartilhe!