Seguro bicicleta: veja se vale a pena contratar o serviço

2 de janeiro de 2022 4 mins. de leitura
O seguro bicicleta é uma forma de prevenir ciclistas de incidentes ocasionados pela violência urbana

Os seguros para as bicicletas surgiram recentemente como uma resposta à violência urbana que está presente em diversas cidades do Brasil e do mundo. Eles podem restituir na íntegra ou em partes o valor pago do veículo em casos de acidentes.

Por se tratar de um serviço que chegou recentemente para a população, muitas pessoas ainda têm dúvidas na hora de contratá-lo. Por isso, reunimos uma série de informações para você decidir se vale ou não a pena contratar o seguro para a sua bicicleta. Confira.

Como o seguro bicicleta funciona?

Desde o início da pandemia provocada pelo novo coronavírus, diversas pessoas passaram a adotar as bicicletas como meio de locomoção. (Shutterstock/Reprodução)
Desde o início da pandemia provocada pelo novo coronavírus, diversas pessoas passaram a adotar as bicicletas como meio de locomoção. (Shutterstock/Reprodução)

O seguro bicicleta funciona de forma similar a outros seguros, como de casas, carros e celulares. Eles asseguram o equipamento pelo tempo determinado no contrato através de um pagamento mensal ou anual pelo contratante. 

Com diversas seguradoras disponíveis na atualidade, as coberturas oferecidas podem variar de uma empresa para a outra, sendo um ponto importante de análise por quem deseja contratar o serviço. 

Como exemplo, alguns seguros não cobrem danos causados por acidentes, como quebra e troca de peças. Outros preveem este tipo de cobertura para seus clientes. 

Antes da contratação, também é preciso avaliar a forma como o seguro vai prestar atendimento em caso de alguma ocorrência. Alguns podem devolver uma porcentagem do valor pago na bicicleta pelo usuário, enquanto outros podem devolver o valor completo ou ainda entregar um veículo do mesmo modelo para o ciclista.

Além disso, algumas seguradoras podem exigir o pagamento de uma taxa de franquia ao acionar o seguro, que nada mais é que uma participação que o contratante precisa pagar para cobrir parte dos gastos envolvidos na reposição da peça assegurada. 

Quais as vantagens e desvantagens em contratar o serviço?

O seguro de bicicleta oferece algumas vantagens atrativas para os ciclistas, visto que ele pode diminuir o estresse e a burocracia na hora de resolver possíveis problemas. Entre as principais vantagens estão:

  • cobertura para roubo, furto, acidentes e quebra; 
  • cobertura para danos físicos e materiais a outros cidadãos; 
  • menor gasto na hora de resolver um incidente ou repor o veículo; 
  • assistência na hora de resolver problemas; 
  • segurança e comodidade. 

Em contrapartida, o segurado deverá arcar com detalhes como:

  • mensalidades ou anuidades; 
  • iminência em utilizar o serviço, pois não há certeza de que precisará acioná-lo;
  • adequação às regras da seguradora. 

Vale a pena contratar?

Os custos de um seguro podem fazer com que ele não seja vantajoso para alguns ciclistas. (Shutterstock/Reprodução)
Os custos de um seguro podem fazer com que ele não seja vantajoso para alguns ciclistas. (Shutterstock/Reprodução)

O seguro bicicleta pode ser vantajoso para os ciclistas que possuem um equipamento de alto valor aquisitivo e que o utilizam diariamente para a prática de atividades físicas ou mesmo para se direcionar até suas atividades cotidianas como trabalho e faculdade. 

No entanto, para aqueles que utilizam a bicicleta eventualmente, como em momentos de lazer ou para tarefas rápidas, esse serviço pode não ser tão viável, visto que os riscos de exposição a roubos e assaltos são menores e os valores pagos durante todo o ano podem não fazer sentido para quem o contrata. 

Por isso, é preciso que cada ciclista coloque os prós e contras do seguro no papel para chegar a uma conclusão de se o serviço é ou não uma opção interessante para ele. 

Fonte: Bike Registrada, Estadão.

123550cookie-checkSeguro bicicleta: veja se vale a pena contratar o serviço