Viaduto desaba no México e mata ao menos 20 pessoas

4 de maio de 2021 3 mins. de leitura
Ponte caiu sobre uma das vias mais movimentadas da Cidade do México;

Na madrugada desta segunda-feira, um viaduto desabou na Cidade do México, causando mais de 20 mortes. Um metrô que passava pela ponte despencou, e 80 pessoas ficaram feridas. 

O viaduto passa sobre a Avenida Tláhuac, uma das mais movimentadas da capital mexicana. O traçado da linha 12 do metrô percorre boa parte da extensão dessa via, que liga diversos bairros da região sudoeste. Lá, eram 22h, horário que geralmente tem bastante fluxo nas vias da região. 

Os trabalhos de resgate começaram imediatamente, com civis ajudando as pessoas a saírem dos escombros (mas alguns feridos escaparam por conta própria). Os esforços tiveram de ser interrompidos pelo risco de que o resto da estrutura viesse abaixo, fazendo ainda mais vítimas.

Equipes de resgate trabalham nos trilhos do metrô da Cidade do México. (Luis Cortes/REUTERS/Reprodução)
Equipes de resgate trabalham nos trilhos do metrô da Cidade do México. (Luis Cortes/REUTERS/Reprodução)

Acidente com impacto humano e na mobilidade

Pessoas que dirigiam pela movimentada Avenida Tláhuac foram atingidas pela queda do viaduto, assim como os passageiros da linha 12 do metrô. O acidente aconteceu no meio do caminho entre as estações Los Olivos e Tezonco.

Além daqueles diretamente atingidos pela catástrofe, o desabamento do viaduto pode afetar a Cidade do México inteira até que a situação seja normalizada. A prefeita, Claudia Sheinbaum, afirmou que a linha 12 do metrô deve ficar totalmente parada até segunda ordem e quase 500 ônibus foram alocados para servir aos passageiros desse trajeto. A metrópole, de 20 milhões de habitantes, tem um dos tráfegos mais movimentados do mundo.

Metrô da Cidade do México é um dos maiores e mais movimentados das Américas (Fonte: TV Milenio/Reprodução)
Metrô da Cidade do México é um dos maiores e mais movimentados das Américas. (Fonte: TV Milenio/Reprodução)

Os impactos do acidente no metrô da cidade

Com mais de 220 quilômetros e 195 estações para as 12 linhas, o metrô da Cidade do México é o segundo maior da América do Norte, atrás apenas do sistema de Nova York. 

O sistema da capital mexicana transporta 5,5 milhões de pessoas todos os dias, das quais 367 mil, em média, utilizam a linha 12/dourada. Seguindo o traçado da Avenida Tláhuac, ela passa por três distritos populosos da zona sul da Cidade do México, além de servir a vários outros bairros e cidades menores do entorno. Seus trilhos ficam por cima da rua, onde antes havia canteiros. São 20 estações, ao longo de mais de 25 quilômetros.

Trem da linha 12 do Metrô da Cidade do México, a mais recente do sistema (Wikimedia Commons/Reprodução)
Trem da linha 12 do metrô da Cidade do México, a mais recente do sistema. (Wikimedia Commons/Reprodução)

A linha 12/dourada é a mais recente do sistema, com inauguração em 2012, em comemoração ao bicentenário da independência do México. Porém, parte da estrutura precisou ser fechada em 2012, e a linha começou a funcionar definitivamente em 2015, depois que algumas falhas em seu projeto foram descobertas, demandando novas obras. O terremoto que devastou a cidade em 2017 rendeu algumas preocupações quanto à segurança da linha de metrô elevada. 

Agora, em 2021, com a tragédia dessa madrugada, as autoridades afirmam que irão buscar respostas para responsabilizar os possíveis culpados. O ex-prefeito da Cidade do México que inaugurou a obra, Marcelo Ebrard, é hoje Ministro das Relações Exteriores e um dos cotados à presidência nas eleições de 2024. “É claro que as causas devem ser investigadas e os responsáveis, identificados. Repito que estou inteiramente à disposição das autoridades para contribuir para o que for necessário”, disse Ebrard em uma rede social. 

Fonte: TV Milenio, Agência Brasil.

Este conteúdo foi útil para você?

102540cookie-checkViaduto desaba no México e mata ao menos 20 pessoas