Como funciona a regulamentação de patinetes elétricos na Europa

Como funciona a regulamentação de patinetes elétricos na Europa
Após acidentes, medidas rígidas de segurança foram adotadas por diversos países

Os patinetes elétricos têm ganhado espaço no trânsito das grandes cidades. Mas, o seu uso ainda divide opiniões. Se por um lado eles são considerados uma alternativa mais ecológica — em comparação aos carros e ônibus —, por outro também são vistos como inimigos da segurança.

Devido a isso, alguns países europeus têm proposto regulamentações, com o intuito de proteger tanto usuários quanto pedestres que compartilham o espaço com os patinetes. Entenda como a legislação na Europa está mudando para se adaptar à esta nova forma de locomoção.

França

O uso dos patinetes elétricos começou a ser repensado após um acidente fatal, que envolveu um usuário e um caminhão. Para evitar novas ocorrências, a legislação passou a estabelecer limites de velocidade, que podem variar de acordo com a região. Quem desejar utilizar os patinetes deve se atentar às seguintes estipulações: 20 km/h para a maioria dos locais e 8 km/h para as áreas de grande circulação de pessoas. Além disso, após o uso, os patinetes devem ser deixados em espaços designados para estacionamento.

Desde setembro de 2019 está proibida a locomoção dos patinetes em calçadas. Agora, esse tipo de veículo só pode circular nas ruas. Quem for pego em áreas proibidas estará sujeito a uma multa de 135 euros.

homem parado com uma patinete
(Fonte: Freepik)

Suécia

Medidas de segurança também foram implementadas após um acidente fatal. O país optou por criar novas regras após o falecimento de uma jovem de 27 anos. Desde então, só podem circular pelas ruas da Suécia patinetes com potência de 250 watts, a uma velocidade de até 20 km/h. Todos os modelos mais potentes foram proibidos.

Além disso, os usuários devem usar equipamentos de segurança como buzinas, faróis e refletores. Menores de 15 anos são obrigados a utilizar capacete.

Espanha

Na Espanha, ocorreu um acidente fatal envolvendo uma e-scooter e uma senhora de 92 anos, que passeava pelo município de Esplugues de Llobregat. O usuário estaria distraído no celular enquanto se locomovia.

Apesar da gravidade do ocorrido, as autoridades espanholas ainda não chegaram a um consenso, e apenas algumas cidades implementaram regras mais rígidas em relação aos patinetes elétricos.

pessoa andando de scooter
(Fonte: Freepik)

Alemanha

Foram adotadas novas regras, como a obrigatoriedade do uso de equipamentos de segurança e seguros especiais para a utilização desse meio de transporte. Menores de 14 anos estão proibidos de usar os patinetes.

Reino Unido

Dentre os países com legislação específica para esse tipo de transporte, o Reino Unido tem as regras mais rígidas. Os patinetes não são permitidos nos espaços públicos e só podem circular em áreas privadas com autorização prévia do dono do local.

Os patinetes são classificados como veículos elétricos pessoais — do inglês: Personal Light Electric Vehicles (PLEVs) — e, portanto, devem seguir as mesmas regras de outros veículos motores, como a necessidade de um seguro e o uso de placas de identificação. Além disso, os usuários precisam ter licença para dirigir e usar capacete.

Curtiu o assunto? Clique aqui e saiba mais sobre como a mobilidade pode melhorar os espaços.

Fonte: Euro News.

Evento de Mobilidade - Evento de Mobilidade - Summit Mobilidade Estadão