GNV: vantagens e desvantagens do carro movido a gás natural

29 de dezembro de 2021 4 mins. de leitura
O preço do combustível pode ser atrativo a quem deseja um kit de gás natural, porém, vantagens e desvantagens precisam ser contabilizadas

Gasolina, diesel e álcool são os combustíveis mais utilizados em veículos automotivos no Brasil. Com o aumento dos preços, consumidores têm buscado alternativas que pesem menos no bolso.

Uma das opções disponíveis é o Gás Natural Veicular, popularmente chamado de GNV. Os carros com instalação para seu uso se tornam bicombustíveis, permitindo que o motorista escolha a melhor opção conforme os preços oferecidos.

Para além do preço do combustível, o proprietário do veículo deve ficar atento às vantagens e desvantagens do uso do GNV. Antes de decidir, saiba mais sobre essa alternativa.

O que é o GNV?

De acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o gás natural é uma substância gasosa composta de hidrocarbonetos, principalmente metano.

Existem dois tipos de gás natural, o associado e o não associado. O associado encontra-se dissolvido em petróleo ou em formato de uma capa de gás. Já o não associado está livre do óleo e da água.

A mistura combustível gasosa pode ser destinada ao uso veicular. Para isso, são utilizados cilindros de armazenamento que são capazes de suportar a pressão exercida pelo GNV.

A segurança e instalação do kit de Gás Natural

Toda a instalação do kit de conversão deve ser realizada por uma oficina credenciada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). A instalação do equipamento precisa ser autorizada pelo Departamento de Trânsito (Detran).

Segundo o diretor-geral do Detran Paraná, Marcos Traad, o GNV é um combustível seguro. Para isso, deve ser realizada a regularização e a manutenção do equipamento.

O Inmetro apresenta uma lista com o registro das oficinas credenciadas em todo o Brasil. De acordo com o instituto, os seguintes componentes devem ser certificados: cilindro, linha de alta pressão, redutor e válvula do cilindro, válvula de abastecimento, linha de baixa pressão, suporte de cilindro e sistema de ventilação.

Processo de abastecimento com gás natural deve seguir uma série de regras para que se mantenha a segurança. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)
Processo de abastecimento com gás natural deve seguir uma série de regras para que se mantenha a segurança. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Além da instalação, o abastecimento também precisa ser realizado seguindo normas de segurança. Elas foram implementadas pela ANP e incluem:

  • Desligar motor e luzes.
  • Abrir o porta-malas.
  • Não permanecer dentro do veículo.
  • Verificar se o fio terra e o pino de segurança estão posicionados.
  • O frentista só deve abastecer se o kit tiver o selo do Inmetro.

Vantagens do GNV

A ANP alega que o GNV é a melhor solução disponível para o transporte sustentável. Isso porque ele oferece uma redução na emissão dos gases de efeito estufa apenas com a conversão de automóveis que já estão disponíveis.

Além da sustentabilidade, o motivo que mais chama a atenção para a instalação do GNV é o preço do combustível, que é consideravelmente mais barato do que a gasolina.

Outra vantagem é a maior durabilidade do óleo, que fica mais limpo, e do escapamento, onde não existe acúmulo de água.

Desvantagens do GNV

Por outro lado, existem desvantagens que devem ser consideradas antes da decisão pelo Gás Natural. Uma das principais é a perda da garantia de fábrica do veículo. Quando é feita a instalação do kit GNV existem alterações na estrutura do carro, e essa intervenção resulta na perda de garantia.

Instalação do tanque de GNV faz com que se perca boa parte do espaço do porta-malas. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)
Instalação do tanque de GNV faz com que se perca boa parte do espaço do porta-malas. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Além disso, devem ser considerados os custos de instalação, inspeção e regularização do veículo. Para que ele possa circular, vistorias devem ser realizadas anualmente. Esse custo deve entrar na conta para decidir se a escolha vale a pena.

Por fim, o carro com GNV tem duas características importantes. A primeira é a perda da força do carro, que chega em média a 4% a menos da potência original. A segunda é a perda de espaço no porta-malas. O cilindro ocupa quase um terço do espaço em carros populares.

Existem situações em que o uso do GNV se torna viável. Verifique todas as vantagens e desvantagens e faça uma escolha consciente.

Fonte: Gov.br, Detran, Wlm Scania, Pemavel.

123240cookie-checkGNV: vantagens e desvantagens do carro movido a gás natural