Como será o estacionamento no futuro?

20 de maio de 2021 4 mins. de leitura
Cidades inteligentes e mobilidade ativa são algumas das tendências que transformarão os estacionamentos

O futuro do estacionamento está relacionado às mudanças no comportamento da mobilidade urbana e como esse empreendimento se adaptará às transformações. O carro particular está perdendo a centralidade no transporte urbano, principalmente por preocupações relacionadas ao meio ambiente.

Um primeiro impacto no segmento já foi sentido com a chegada dos aplicativos de transporte. Um levantamento da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) de 2018, por exemplo, apontou que somente as viagens realizadas por meio do aplicativo 99 liberaram 78 mil vagas em São Paulo por dia.

Outras tendências, como o aumento da mobilidade ativa, cidades inteligentes e carros autônomos e elétricos, devem continuar impactando o funcionamento dos estacionamentos. Para sobreviver, as empresas estão construindo novos modelos de negócios para transformar as infraestruturas disponíveis em hubs de mobilidade urbana.

Estacionamento do futuro

Menos carros e mais espaços para outros usos devem ser a principal tendência para o estacionamento no futuro. (Fonte: Shutterstock/ l i g h t p o e t/Reprodução)
Menos carros e mais espaços para outros usos devem ser a principal tendência para o estacionamento no futuro. (Fonte: Shutterstock/ l i g h t p o e t/Reprodução)

As cidades ao redor do mundo estão dispensando os requisitos mínimos de estacionamento e até mesmo estipulando uma exigência máxima para novos empreendimentos, o que levará a uma menor oferta de vagas. Portanto, em áreas de alta demanda, as vagas de estacionamento disponíveis precisarão ser bem utilizadas.

Para isso, os gestores públicos precisam pensar em espaços que possam ser facilmente reaproveitados no futuro e como reaproveitar eficientemente aqueles que já estão construídos. Confira as principais tendências que devem moldar o estacionamento no futuro.

Cidades caminháveis

Cidades como Oslo, Madri, Hamburgo e Bruxelas estão planejando proibir ou já proibiram os carros particulares em áreas específicas. Desenvolvimentos de alta densidade e de uso misto são uma tendência. Com isso, a necessidade do uso de automóveis, e, portanto, de vagas para estacionar, está diminuindo.

Cidades inteligentes

Nas cidades inteligentes, o uso de novas tecnologias para auxiliar no gerenciamento e na utilização de estacionamentos é uma característica fundamental. As inovações podem envolver garagens automatizadas, que requerem menos espaço para caber mais carros, e aplicativos que conectam motoristas a vagas, reduzindo o tempo que um veículo circula à procura de um lugar para estacionar.

Carros autônomos

Carros autônomos modificaram espaços dos estacionamentos. (Fonte: Shutterstock/supparsorn/Reprodução)
Carros autônomos modificaram espaços dos estacionamentos. (Fonte: Shutterstock/supparsorn/Reprodução)

Os carros autônomos serão capazes de circular muito mais perto uns dos outros; isso significa que as estradas e os estacionamentos podem ser menores do que são agora, abrindo espaço para infraestruturas alternativas.

Os carros sem motorista ainda parecem ser um luxo, mas no futuro podem ser utilizados de forma compartilhada. Esse cenário implica em menos carros circulando e menos necessidade de estacionar. Entretanto, essas infraestruturas poderão ser utilizadas como locais de embarque e desembarque em segurança.

Novos usos do espaço

Com menos carros ocupando espaços, novos usos serão bem-vindos para as áreas liberadas. Exemplos recentes durante a pandemia mostram que os estacionamentos podem se transformar em locais de eventos culturais, como shows musicais, teatro e cinema.

Além disso, empreendimentos como dark kitchens, um estabelecimento de serviço de alimentação exclusivo para delivery, e food parks, trailers de comida, podem ser uma boa solução para garantir a rentabilidade e o uso social dos estacionamentos.

Aumento do ciclismo

A adoção do ciclismo está diretamente ligada aos investimentos em infraestrutura. Dessa forma, uma das principais tendências para os estacionamentos é oferecer um lugar seguro para estacionar bicicletas, com vestiários e chuveiros, o que pode gerar um novo fluxo de receita.

Veículos elétricos

O crescimento do número de veículos elétricos nas ruas também aumenta a necessidade de uma infraestrutura de recarregamento de baterias. Os estacionamentos são o espaço ideal para o oferecimento desse serviço; enquanto está parado, pode ser abastecido com eletricidade.

Fonte: 99app, PTC Consultants, Alelo, Forbes.

Este conteúdo foi útil para você?

105240cookie-checkComo será o estacionamento no futuro?