Conheça as 10 cidades mais quentes do Brasil

6 de dezembro de 2021 4 mins. de leitura
“Chama sempre acesa”: cidade mais quente do Piauí recebeu a tocha dos Jogos Olímpicos de 2016. (Fonte: Wikimedia/reprodução)

Se você não vê a hora de chegar o verão, então provavelmente está entre os fãs do sol, e convenhamos: o frio congela até “a vontade de viver”. Mas quais são as cidades mais quentes do Brasil? Seja para residir, seja para passar férias, a lista abaixo entrará nos destinos preferidos de todo amante do calor. Um “spoiler”: tem cidades de todas as regiões do País!

1. Corumbá (MS)

Proximidade com o Rio Paraguai ajuda a explicar por que Corumbá lidera com frequência o ranking das cidades mais quentes do País. (Fonte: Wikimedia/reprodução)
Proximidade com o Rio Paraguai ajuda a explicar por que Corumbá lidera com frequência o ranking das cidades mais quentes do País. (Fonte: Wikimedia/reprodução)

A primeira cidade da lista vem do Mato Grosso do Sul. Segundo um levantamento feito pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Corumbá foi a cidade mais quente do Brasil no dia 19 de setembro deste ano: foram registrados nada menos do que 43,9°C.

Uma das causas do calor é o Rio Paraguai, consagrado na música “Chalana”, de Mario Zan. A cidade fica às margens da água e sofre com a evaporação da água, que coloca mais de 100 mil pessoas sob uma sauna natural.

2. Mateiros (TO)

As famosas dunas de Jalapão, localizadas em Mateiros, têm entrada gratuita, mas o calor pode fazer o passeio não sair barato. A cidade tocantinense está entre as mais quentes do Brasil. Portanto, se você for visitar a região, não esqueça a garrafinha de água e o protetor solar. Leve um repelente também, já que a mata quente é o ambiente predileto de mosquitos e outros insetos.

3. Natal (RN)

Para quem gosta de calor e de praia, chegou uma boa notícia: Natal tem tudo pra ser um destino impecável. A capital potiguar não só tem algumas das praias mais lindas do Brasil, como também tem uma temperatura que não deixa nada a desejar a nenhum fã do calor.

Ar-condicionado e água de coco podem ser boas companhias para amenizar o calor, mas os passeios de bugue nas dunas prometem valer todo o sol na cabeça!

4. Marechal Cândido Rondon (PR)

Não, nem no sul do País o calor não dá trégua. Em Marechal Cândido Rondon, no oeste paranaense, a primavera presenteia seus 50 mil habitantes com nada menos do que 41 °C.

Tal como Corumbá, Marechal Cândido Rondon está às margens de um grande rio. Nesse caso, trata-se do Rio Paraná. Aliás, o local fica do lado do Lago de Itaipu, que represa as águas do Paraná em uma grande área alagada para mover a maior usina do Brasil, gerida em conjunto com o Paraguai.

5. Piripiri (PI)

“Chama sempre acesa”: cidade mais quente do Piauí recebeu a tocha dos Jogos Olímpicos de 2016. (Fonte: Wikimedia/reprodução)

O Piauí é conhecido pelo clima tórrido. Imagine, então, ser a cidade mais quente do estado. E o órgão que atesta isso é o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), portanto, é calor “para ninguém por defeito”.

O município fica no sertão nordestino, entre a capital Teresina e Parnaíba, banhado pelo Oceano Atlântico e com mais de 150 mil habitantes.

6. Rondonópolis (MT)

Novamente no Centro-Oeste, é hora de parar em Rondonópolis. A cidade registrou 41,7°C no fim de setembro, e não foi um “ponto fora da curva”. O calor assola o município e pode explicar uma economia tão aquecida: o Produto Interno da Cidade só perde para a capital Cuiabá.

7. Conceição da Barra (ES)

Outro destino indicado para quem deseja aproveitar o calor é Itaúnas, que fica no distrito de Conceição da Barra. O balneário é um destino tradicional dos mineiros nos meses mais quentes. Durante todo o ano, o vilarejo de 2 mil habitantes convive com o calor de 35°C; mas, entre dezembro e fevereiro, os 40°C são tão frequentes quanto os turistas.

8. Jaguaribe (CE)

A terra do queijo coalho tem 35 mil pessoas e mais de 40 mil cabeças de gado. Com uma intensa atividade da pecuária leiteira, Jaguaribe é conhecida tanto pelo queijo quanto pelo calor. A temperatura mais baixa já registrada na história da cidade cearense foi 19°C, ou seja, destino certo para quem quer doar as blusas de frio e tornar o guarda-roupa cada vez mais leve.

Fonte: Wiki, O Presente, Cidade Verde, Tempo Agora, MetSul, Blog Adias, Primeira Hora, Diplo, Correio do Estado.

Este conteúdo foi útil para você?

119398cookie-checkConheça as 10 cidades mais quentes do Brasil