Ilhas de calor: o que são?

16 de janeiro de 2022 3 mins. de leitura
As ilhas de calor acontecem em grandes centros urbanos, necessitando de que as cidades apliquem diferentes técnicas para contornar o fenômeno

A ilha de calor é um fenômeno climático que acontece nas principais cidades do mundo. Ela ocorre devido à remoção da camada vegetal do solo para a construção de edifícios, rodovias e outros espaços que constituem o ambiente urbano. 

Dessa forma, parte do calor do sol, que antes era dissipado através das áreas verdes, é absorvida pelo concreto, elevando a temperatura da região. Alguns fatores presentes nas metrópoles intensificam o fenômeno, como a poluição atmosférica e o uso de energia elétrica por equipamentos eletrônicos e veículos, que também contribuem para o aquecimento da atmosfera. 

As ilhas de calor são o principal motivo pela diferença de temperatura entre as cidades e os campos rurais. (Unsplash/Reprodução)
As ilhas de calor são o principal motivo pela diferença de temperatura entre as cidades e os campos rurais. (Unsplash/Reprodução)

As ilhas de calor afetam diretamente a qualidade de vida da população. Com o aumento de temperatura, a umidade do ar tem uma queda significativa e, além disso, muitos outros problemas de saúde estão associados a esse fenômeno, como cãibras, síncope e exaustão pelo calor.

Os ecossistemas aquáticos também podem sofrer grandes desequilíbrios. Com a atmosfera mais quente, as águas de rios e mananciais tendem a ter sua temperatura elevada, podendo levar diversas espécies à morte. 

Outro ponto a ser considerado está no grande consumo de energia elétrica provocado pelas ilhas. Em dias mais quentes, as pessoas utilizam mais meios de climatização artificiais, como ar-condicionado, ventiladores, umidificadores de ar, entre outros, o que pode sobrecarregar a indústria energética, principalmente as hidroelétricas que vêm sofrendo da baixa precipitação em todo o País. 

Ilhas de calor: quais são as soluções?

Algumas soluções são apontadas por especialistas como forma de contornar o problema climático. (Unsplash/Reprodução)
Algumas soluções são apontadas por especialistas como forma de contornar o problema climático. (Unsplash/Reprodução)

Algumas soluções podem ser colocadas em prática pelas cidades no intuito de evitar ou amenizar os efeitos do problema. A criação de espaços verdes, por exemplo, pode ajudar na dissipação de parte do calor. 

O avanço tecnológico também aumentou a carta de possibilidades: algumas cidades, pelo mundo, estão aplicando um revestimento inovador nas ruas e nos telhados de edifícios que é capaz de refletir os raios UVA, assim, ajudando a reduzir a temperatura dos centros urbanos de forma considerável. 

Os jardins verticais e os telhados verdes também ficaram muito famosos nos últimos anos, estampando uma série de matérias e publicações na internet. Eles consistem na aplicação de uma camada vegetal sobre as superfícies, que reproduzem o efeito das áreas verdes nos centros urbanos.

Os telhados verdes são baratos e trazem conforto para o ambiente interno por servirem como um ótimo isolamento acústico. (Unsplash/Reprodução)
Os telhados verdes são baratos e trazem conforto para o ambiente interno por servirem como um ótimo isolamento acústico. (Unsplash/Reprodução)

Todavia, uma grande questão a ser levada em consideração é o planejamento das cidades. Assim como a maioria dos problemas urbanos, as ilhas de calor surgem com o crescimento descontrolado dos municípios, que não buscam medidas para evitar problemas a longo prazo. 

Caso as cidades tenham uma percepção do que pode ocorrer em seus territórios, é possível evitar que esses problemas ocorram. Dessa forma, os valores arrecadados dos impostos podem ser direcionados para novas áreas, a fim de aumentar a qualidade de vida dos moradores. 

Fonte: Ecycle, Brasil Escola, Secretaria de Educação do Paraná.

Este conteúdo foi útil para você?

124940cookie-checkIlhas de calor: o que são?