EUA apresentam primeiro ônibus inteiramente autônomo

17 de março de 2021 3 mins. de leitura
Veículo é elétrico e pode ser uma alternativa sustentável de mobilidade urbana

Com a pandemia da covid-19, boa parte dos testes de veículos autônomos precisou ser suspensa. Entre as exceções, estão carros utilizados em entregas de alimentos e remédios durante esse período tão atípico da história. 

Já conhece o Estadão Summit Mobilidade Urbana? Saiba o que rolou na última edição do evento.

Outro exemplo de que nem tudo está parado nesse setor chega com uma perspectiva boa de longo prazo: os Estados Unidos acabam de apresentar seu primeiro ônibus inteiramente autônomo, o que pode levar a uma mobilidade urbana mais sustentável. 

New Flyer Unveils the Xcelsior AV™ – North America's First Automated Transit  Bus - | Gadget News Plus
Primeiro ônibus inteiramente autônomo dos EUA tem 2,5 metros de comprimento e capacidade para 42 passageiros sentados. (Fonte: Gadget News Plus/Reprodução)

Lançado pela empresa New Flyer, o modelo Xcelsior AV. é elétrico, tem 12,5 metros de comprimento e pode transportar até 42 passageiros sentados, incluindo em acentos para pessoas com deficiência. Testes vinham sendo feitos desde maio de 2019 por meio de um protótipo de uma linha piloto no estado de Connecticut; e agora o modelo pode ser implementado comercialmente.

Como funciona o primeiro ônibus autônomo dos EUA?

Veículo tem tecnologias de coleta de dados capazes de identificar pedestres, ciclistas, objetos e carros ao redor. (Fonte: New Flyer/Divulgação)
Veículo tem tecnologias de coleta de dados capazes de identificar pedestres, ciclistas, objetos e carros ao redor. (Fonte: New Flyer/Divulgação)

Apesar de dispensar a presença de um motorista, o ônibus elétrico e autônomo da New Flyer tem automação de nível 4, portanto demanda comandos tradicionais de uma equipe de suporte. Com a programação do sistema computacional gerida pela empresa Robotic Research, o veículo usa câmeras com sensores para coleta de dados, radares e GPS. 

É a partir dessas informações que o ônibus cria um modelo 3D do ambiente ao redor, o que o torna capaz de detectar pedestres, objetos pelo caminho e outros veículos; ao identificarem a presença de obstáculos, os sensores do Xcelsior AV. podem responder com o ajuste de curso apropriado.

Outro diferencial é o acoplamento de precisão, com o qual o veículo é manobrado de maneira minuciosa, permitindo o embarque nivelado na plataforma para passageiros com deficiência física. Uma funcionalidade interessante é o Vehicle-to-Vehicle (V2V), por meio do qual o ônibus é capaz de se comunicar com outros automóveis, fomentando uma rede segura de apoio.

Mesmo quando o GPS não está disponível, o Xcelsior consegue operar normalmente, durante o dia ou à noite, independentemente da iluminação ou de eventos climáticos. Com relação ao abastecimento elétrico, a capacidade das baterias varia entre 160 kWh e 466 kWh e pode prover até 360 quilômetros de autonomia. 

Fonte: Sustainable Bus, New Flyer, Mobilize.

Assine nossa newsletter com os principais debates de mobilidade urbana da atualidade.

Este conteúdo foi útil para você?

96040cookie-checkEUA apresentam primeiro ônibus inteiramente autônomo