Conheça o primeiro carro elétrico pensado para cadeirantes

18 de julho de 2021 3 mins. de leitura
Além de ser econômico e sustentável, o carro elétrico Kenguru promete dar mais independência aos usuários de cadeira de rodas

O mercado de carros elétricos tem avançado com sucesso nos últimos anos. Além de tecnologias cada vez mais sustentáveis e econômicas, as empresas também estão dando atenção para as questões de acessibilidade de seus produtos.

Os veículos adaptados para cadeirantes já estão no mercado há um bom tempo. Porém, por serem produtos de nicho, os preços finais para os consumidores sempre foram uma grande barreira.

Nesse sentido, o carro Kenguru surgiu como um item de competitividade, com um valor mais acessível e um modelo inovador nesse mercado. Enquanto a maioria dos veículos para cadeirantes tem preços que variam entre US$ 40 mil e US$ 100 mil, o Kenguru é vendido em média por US$ 25 mil.

É possível ainda encontrar o veículo por preços mais baixos, já que o projeto conta com incentivos governamentais devido à proposta sustentável de ser um carro 100% elétrico.

O Kenguru permite que o motorista conduza o veículo sem sair de sua cadeira de rodas (Fonte: Portal Acesse/Divulgação)
O Kenguru permite que o motorista conduza o veículo sem sair de sua cadeira de rodas (Fonte: Portal Acesse/Divulgação)

Como funciona o carro elétrico para cadeirantes? 

O Kenguru tem um design totalmente pensado na independência da mobilidade para os usuários de cadeira de rodas. Por isso, tem uma única porta que ocupa toda a parte traseira do veículo.

Ao acionar um botão no controle do carro, a porta se abre e uma rampa é projetada para fora, para que o motorista possa entrar. Esse processo leva 15 segundos e permite que o motorista tenha um acesso rápido ao interior do veículo, sem precisar sair da cadeira de rodas ou de qualquer outra ajuda para a locomoção.

O modelo também reservou o espaço onde ficariam os bancos para a cadeira de rodas, dessa forma o usuário tem espaço suficiente e conforto durante todo o trajeto. Assim que o motorista estiver posicionado no local correto, será acionado um sistema de travamento de rodas, para a segurança do condutor. O Kenguru funcionará somente depois que essa trava de segurança estiver ativada. 

Modelo compacto que dispensa a carteira de motorista

De acordo com o fabricante, Community Cars, o Kenguru tem uma velocidade máxima de 45 km/h e autonomia de bateria para percorrer pouco mais de 100 quilômetros. Em relação ao carregamento, esse veículo elétrico consegue ter sua bateria vazia completamente carregada em apenas oito horas.

Não há espaço no carro para passageiros, apenas para o motorista cadeirante e para alguns litros de bagagem. No entanto, quando se trata de independência e mobilidade para cadeirantes de forma sustentável, o Kenguru é uma excelente aposta. 

Fonte: The Next Web, Portal Acesse

Este conteúdo foi útil para você?

108120cookie-checkConheça o primeiro carro elétrico pensado para cadeirantes