4 tipos de logística que você precisa conhecer

26 de novembro de 2021 4 mins. de leitura
Conheça os diferentes tipos de logísticas existentes e veja como eles impactam nosso dia a dia

A logística é uma área de extrema importância para a sociedade, visto que ela está presente em todo o processo de fabricação e comercialização de um produto, que começa na entrada da matéria-prima na indústria e finaliza na entrega da mercadoria para o consumidor. 

Atualmente, com o avanço da tecnologia e o aumento do consumo, as técnicas e métodos ligados a esse conhecimento estão ficando cada vez mais complexas e automatizadas, garantindo ainda mais precisão na execução dos serviços. 

No entanto, mesmo que ela tenha um grande impacto no cotidiano, poucas pessoas conhecem os diferentes tipos de logísticas responsáveis por facilitar nosso dia a dia. Dessa forma, para você ficar por dentro do assunto, apresentamos quatro exemplos abaixo. Confira! 

 1. Logística de produção

A logística de produção pode diminuir os custos das empresas ao tornar a operação mais eficiente. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)
A logística de produção pode diminuir os custos das empresas ao tornar a operação mais eficiente. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

A logística de produção é utilizada pelas indústrias para sistematizar todo o processo de fabricação de um produto. Desde a chegada da matéria-prima no local, até a saída do artigo para empresas e centros de distribuição, é preciso que os gerentes tenham total controle dos processos para evitarem prejuízos com acúmulo de mercadorias.

Leia mais: Logística: como transportadoras podem atingir pequenas localidades?

Além disso, essa modalidade também precisa considerar fatores externos, como os ligados à economia e a estatística, visto que, segundo a Academia de Logística, analisar esses cenários é uma forma de planejar a quantidade a ser produzida no curto, médio e longo prazo. 

2. Logística de distribuição

Investir nesse tipo de logística aumenta a eficiência das entregas. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)
Investir nesse tipo de logística aumenta a eficiência das entregas. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

A logística de distribuição é responsável por fazer os produtos adquiridos chegarem até o consumidor final, que pode ser através das lojas físicas ou do e-commerce, conceito usado para compras realizadas pela internet. 

Segundo a Academia de Logística, para que esse processo seja concluído com sucesso, os profissionais devem seguir algumas etapas, como conferir cargas, planejar o roteiro das entregas, fazer o controle dos transportes, gerir os fretes e monitorar todo o percurso. 

3. Logística reversa

Diferentemente dos outros tipos, a logística reversa começou a ser abordada apenas nas últimas décadas devido à preocupação ambiental. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)
Diferentemente dos outros tipos, a logística reversa começou a ser abordada apenas nas últimas décadas devido à preocupação ambiental. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Apesar de ser pouco conhecida, a logística reversa é utilizada todos os dias por milhões de pessoas em todo o mundo, dado que é através dela que diversos produtos podem retornar ao local de origem para serem comercializados novamente ou descartados em locais apropriados.

Esse tipo de logística é apontado por muitos especialistas como uma forma sustentável de comercializar produtos, visto que ela reduz a quantidade de lixo que seria descartada na natureza. No entanto, ela também é responsável, como exemplo, pela devolução de correspondências e mercadorias aos remetentes, algo muito presente em nosso cotidiano. 

Leia mais: Qual é o significado de logística?

4. Logística de suprimentos

Com a logística de suprimentos é possível otimizar o estoque da matéria-prima e evitar que elas estraguem. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)
Com a logística de suprimentos é possível otimizar o estoque da matéria-prima e evitar que elas estraguem. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

A logística de suprimentos é uma das primeiras etapas a serem consideradas pelas empresas durante a produção de um produto. Isso por que é através dela que será esquematizado como a matéria-prima chegará ao local para ser transformada no produto desejado. 

Segundo a LMX Logística, o profissional da área deve considerar aspectos como os melhores valores disponíveis no mercado, a quantidade a ser utilizada para a produção da mercadoria e o descarte dos resíduos que não forem utilizados. 

Gostou da matéria? Então fique por dentro das principais novidades através do Summit Mobilidade Urbana

Fonte: Academia da Logística, LMX Logística, Desafios da Logística.

Este conteúdo foi útil para você?

119730cookie-check4 tipos de logística que você precisa conhecer