99 e Uber verificam por app se motoristas usam máscara

19 de julho de 2020 3 mins. de leitura
Confira as atualizações nas medidas de proteção dos aplicativos de carona durante a pandemia do coronavírus

Uber e 99 estão ampliando suas ações para proteger clientes e motoristas com ações diretas, como a utilização apenas do banco traseiro pelos passageiros e a checagem do uso de máscara por meio do aplicativo. Essa última medida pode até desabilitar motoristas que estejam fora das regras.

Conheça o mais importante evento de mobilidade do Brasil

Da mesma forma, os condutores podem recusar viagens sem impacto na avaliação caso não se sintam seguros no momento do embarque dos passageiros.

Uso obrigatório de máscara

Uso de máscara é obrigatório para passageiros e motoristas nos carros de aplicativo. (Fonte: Shutterstock)

Os motoristas de aplicativo correm risco acima de 60% de serem contaminados pela covid-19, de acordo com estudo realizado por pesquisadores do Instituto Alberto Luiz Coimbra, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ). Por esse motivo, a utilização de máscaras se tornou item obrigatório de proteção pessoal dentro dos automóveis tanto por passageiros quanto por condutores.

Metrô de São Paulo testa tecnologia contra coronavírus

Para verificar o uso de máscara pelos motoristas, as duas empresas implementaram ferramentas de inteligência artificial que reconhecem se o profissional está vestindo o equipamento de proteção. Caso não realizem a verificação, os motoristas ficam impossibilitados de acessar o aplicativo para aceitar corridas.

Os passageiros podem cancelar o serviço sem custo se os condutores estiverem sem a proteção; da mesma forma, os profissionais podem se recusar a transportar pessoas sem máscara. Para facilitar o uso da máscara, a 99 afirmou doar 500 mil unidades laváveis para parceiros, além de oferecer um tutorial de como fazer o acessório em casa.

Impacto nas avaliações

Higiene passa a ser considerada um dos critérios de avaliação de motoristas da Uber. (Fonte: Shutterstock)

Um dos procedimentos comuns nos deslocamentos por aplicativos de transporte é a avaliação da viagem. A nota, mostrada no perfil de cada usuário, serve como parâmetro para o acesso a categorias com mais benefícios e remunerações. Caso não atinjam o valor mínimo, motoristas e passageiros podem ser desligados da plataforma.

Participe do fórum gratuito e online sobre o Case chinês de mobilidade em tempos de pandemia. Inscreva-se.

Agora, além de classificar a qualidade da viagem, a higiene passa a ser considerada um dos critérios de nota da Uber. Ao fim dos trajetos, os passageiros devem avaliar a limpeza do carro e o asseio do motorista e, da mesma forma, os condutores podem apresentar opinião sobre os cuidados das pessoas transportadas. Quando o condutor recebe uma avaliação insatisfatória, a empresa informou que envia uma mensagem com orientações de como melhorar a higiene do veículo.

Fonte: 99, Uber

Curtiu o assunto? Clique aqui e saiba mais sobre como a mobilidade pode melhorar os espaços.

Gostou? Compartilhe!