Grandes projetos de infraestrutura podem transformar cidades

Grandes projetos de infraestrutura podem transformar cidades
A mobilidade precisa de adaptações em diversas esferas urbanas; atualmente, já existem projetos para cobrir essa demanda

Cada vez mais pessoas se mudam para as metrópoles em busca de oportunidades de emprego e qualidade de vida, mas, se as infraestruturas não seguem a mesma velocidade, uma série de problemas se desenrola, e os municípios não são capazes de comportar as novas demandas. Daca (Bangladesh) e Déli (Índia) podem até dobrar sua população até 2050, segundo estudos feitos por Dan Hoornweg e Kayla Pope sobre meio ambiente e urbanização; são dois grandes exemplos de lugares que precisam se reestruturar para comportar o futuro que os espera.

Nunca é cedo demais para o desenvolvimento de grandes projetos de moradia, mobilidade ou sistemas de abastecimento de água e energia. E é importante que haja uma integração entre eles.

O caminho para transformar as cidades

(Fonte: Unsplash)

Das opções de mobilidade compartilhada aos aplicativos de entregas, a tecnologia tem tomado conta das novas cidades; em pouco tempo, é possível que existam bicicletas autônomas e carros populares movidos a hidrogênio. O modo como as pessoas estão se locomovendo está mudando rapidamente, e ainda falta muito para que as infraestruturas locais comportem tantas novidades.

Os meios de transporte do futuro são mais sustentáveis, práticos e prezam pela qualidade de vida, como é o caso dos veículos elétricos. Mas como tornar essa uma prática mais comum se não houver postos de recarga adaptados espalhados em pontos de interesse? E, para esses postos, como será a distribuição de eletricidade? Quando falamos de autonomia, de que forma é possível fornecer conexão para que a ideia funcione?

Para encontrar soluções na velocidade necessária, os recursos devem estar voltados para a investigação e o diagnóstico urbano. Assim como algumas iniciativas privadas (Uber, por exemplo) estão inovando na área de mobilidade, muitas outras ideias que se complementam devem surgir. A palavra da vez é, como sempre deveria ter sido, integração.

(Fonte: Unsplash/Mika Baumeister)

Cidades que estão 2 passos à frente

Já há alguns exemplos de grandes cidades que estão atuando frente às mudanças da mobilidade urbana — e o fazem de maneira inteligente. Conheça quatro delas e se inspire.

Tóquio (Japão)

Além de melhorar a qualidade de vida de seus habitantes, Tóquio quer se tornar mais sustentável, tanto quanto for possível. No setor de transportes, uma das maiores novidades é a plataforma online pública chamada Cpass.io, que conecta a população a setores do governo e permite uma comunicação eficaz sobre as condições de trânsito, como acidentes, mudanças climáticas etc. Tanto a área pública quanto a privada podem participar e tornar mais fluído o uso de aplicativos.

Barcelona (Espanha)

A conhecida cidade espanhola também tem sua própria plataforma aberta, similar à japonesa, chamada Sentilo. Algumas de suas funcionalidades são a regulamentação de espaços para estacionamento, novos serviços de trânsito para simplificar trajetos e gestão inteligente de luzes das ruas.

Copenhagen (Dinamarca)

Essa é mais uma das iniciativas que segue a ideia de conectividade para transformar a cidade. O projeto Copenhagen Connecting envolve um nível a mais de conexão, podendo incluir celulares e computadores pessoais para juntar informação e aprimorar o trânsito, reduzindo congestionamentos e poluição do ar simultaneamente.

São Paulo (Brasil)

Apesar de ser uma medida polêmica, a recente regulamentação dos patinetes elétricos é uma maneira de adaptar uma grande metrópole às novidades que estão chegando. São regras que visam diminuir o risco de acidentes e garantir o uso justo de espaços públicos, inclusive quando os dispositivos estão estacionados. É importante que as tecnologias recentes ajudem as cidades a evoluir; para tanto, elas não podem dar passos para trás.

Curtiu o assunto? Clique aqui e saiba mais sobre como a mobilidade pode melhorar os espaços.

Fontes: McKinsey & Company, BBC, Estadão, HERE Mobility.

Evento de Mobilidade - Evento de Mobilidade - Summit Mobilidade Estadão