6 carros elétricos que chegam ao Brasil em 2020

26 de julho de 2020 5 mins. de leitura
Veja 6 carros elétricos já disponíveis para comprar no Brasil. Confira modelos das marcas Chevrolet, Fiat, Renault, JAC, Caoa Chery e Audi.

Os carros elétricos deixaram de ser assunto futurista. Há alguns anos, vários modelos ganham as ruas em um movimento que parece definitivo: a questão não é mais se esse modal se consolidará, mas quando — e 2020 está acelerando esse trajeto.

Inscreva-se agora para o maior evento de mobilidade urbana do Brasil. É online e gratuito.

Conheça seis carros que, apesar da pandemia da covid-19, chegam no Brasil neste ano e tendem a aquecer o mercado dos carros elétricos.

1. Bolt EV (Chevrolet)

Bolt EV 2020 0km - Carro elétrico | Chevrolet Brasil
O Bolt EV, da Chevrolet, pode ser carregado em tomadas 220 V. (Fonte: Chevrolet Brasil/divulgação)

Produzido na sede da empresa em Michigan, nos Estados Unidos, o modelo é um dos mais competitivos da categoria. O Brasil recebe, neste ano, o segundo lote da série Bolt EV, que chega com novo conjunto de baterias: a autonomia passa de 400 km.

O carro possui potência de 203 HP (faz de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos) e conta com transmissão automática e 10 airbags — mais segurança em um carro pensado para o meio urbano e também estradas.

No primeiro lote, as 50 unidades disponíveis custavam R$ 175 mil. Agora, os preços passam um pouco de R$ 220 mil.

2. Arrizo 5e (Caoa Chery)

Caoa Chery Arrizo 5e (Foto: Divulgação)
O modelo Arrizo 5e acompanha cabo para recarga. (Fonte: Caoa Chery/divulgação)

O Arrizo 5e é uma aposta para ganhar os adeptos do modelo sedã: o porta-malas possui capacidade de 430 litros. Trata-se do primeiro modelo elétrico da montadora e chega ao Brasil pelo valor aproximado de R$ 160 mil.

A autonomia do carro é de 322 km. Em postos de supercarregamento, como as estações de postos de gasolina ou centros de atendimento nas estradas, 1 hora basta para carregar 80% da bateria do carro.

O carro é enxuto: com apenas dois airbags frontais, obrigatórios por lei, tem velocidade máxima no modo de economia, que é de 100 km/h. Ideal para a cidade. Além disso, 75% das peças do modelo elétrico são compatíveis com os modelos análogos da marca nas opções flex. Isso torna as revisões e os possíveis problemas mecânicos mais baratos.

3. JAC iEV20

Jac Motors
Econômica, a recarga do JAC iEV20 permite rodar 400 km com R$ 25. (Foto: JAC/divulgação)

O mais barato entre os carros elétricos tem proposta modesta: cerca de R$ 140 mil, o JAC iEV20 tem potência de 56 HP, velocidade máxima de 102 km/h e porta-malas pequeno. Isso significa que é uma opção para quem deseja fazer trajetos cotidianos na cidade.

Quais são as vantagens e as desvantagens dos carros elétricos?

Não há nada além disso no modelo, prometendo pouco e entregando uma relação custo-benefício satisfatória. No entanto, possui um trunfo importante: ao puxar para baixo o valor dos elétricos, ainda caros, pode abrir um nicho de carros “baratos”. Os consumidores saem ganhando e o meio ambiente também.

4. 500e (Fiat)

O 500e possui autonomia de 320 km. (Fonte: Fiat/divulgação)

Primeiro carro elétrico da Fiat no Brasil, o 500e lembra o design da versão que depende de petróleo, mas um pouco mais requintado com um toque high tech para marcar um novo modal. As cores disponíveis são verde, azul e cinza. O carro ficou mais espaçoso com a instalação das baterias no assoalho, que, por serem pesadas, conferem ao carro uma boa estabilidade.

A chegada dele está marcada para o último trimestre deste ano e conta ainda com duas telas digitais: uma para o painel de instrumentos e outra para a central multimídia, que pode ser conectada à Apple CarPlay e ao Android Auto.

5. Renault ZOE

Renault Zoe – Wikipédia, a enciclopédia livre
Silencioso, o Renalt ZOE aposta em um sistema de som diferenciado. (Fonte: Renault/divulgação)

O Renault ZOE, carro elétrico da montadora francesa, custa aproximadamente R$ 148 mil. Design bonito e enxuto, autonomia de 300 km e direção silenciosa são alguns dos atributos que o brasileiro pode esperar do modelo.

O Renault ZOE pode ser carregado em qualquer tomada 220 V e possui uma relação custo-benefício modesta. Simples e intuitivo, pode ser o primeiro carro elétrico de uma geração de motoristas.

6. e-tron (Audi)

Já disponível para a venda, o e-tron, da Audi, possui o melhor conjunto da categoria. (Fonte: Audi/divulgação)

Se existe alguma verdade em afirmar que os últimos serão os primeiros, isso vale para a sexta indicação dessa lista: o e-tron da Audi, já vendido no Brasil, é um carro de fazer inveja a todos os concorrentes.

De cada dez veículos no mundo, um será carro autônomo até 2030

O modelo deixa para trás a ideia de que o modal elétrico perde na potência ou que é menos robusto do que os tradicionais no design e no torque. Embora pesado, faz de 0 a 100 km/h em 5,2 segundos e pode atingir até 200 km/h. E, mesmo assim, a bateria não deixa a desejar: dura mais de 400 km e tem oito anos de garantia.

A tecnologia embarcada é outro diferencial. O modelo é incomparável aos concorrentes e apresenta uma série de opcionais que podem torná-lo ainda mais surpreendente.

Impecável, o e-tron só traz problemas para o bolso: custa cerca de R$ 500 mil, a depender da customização do cliente.

Fonte: JAC Motors, Renault, Chevrolet, Jornal do Carro.

O Estadão Summit Mobilidade urbana será online e gratuito. Inscreva-se agora!

Este conteúdo foi útil para você?

4440cookie-check6 carros elétricos que chegam ao Brasil em 2020