6 carros elétricos que chegam ao Brasil em 2020

26 de julho de 2020 5 mins. de leitura
Com preços ainda elevados, mercado dos elétricos cresce no Brasil apesar da pandemia

Os carros elétricos deixaram de ser assunto futurista. Há alguns anos, vários modelos ganham as ruas em um movimento que parece definitivo: a questão não é mais se esse modal se consolidará, mas quando — e 2020 está acelerando esse trajeto.

Conheça o maior e mais relevante evento de mobilidade urbana do Brasil

Conheça seis veículos que, apesar da pandemia da covid-19, chegam no Brasil neste ano e tendem a aquecer o mercado dos veículos elétricos.

1. Bolt EV (Chevrolet)

Bolt EV 2020 0km - Carro elétrico | Chevrolet Brasil
O Bolt EV, da Chevrolet, pode ser carregado em tomadas 220 V. (Fonte: Chevrolet Brasil/divulgação)

Produzido na sede da empresa em Michigan, nos Estados Unidos, o modelo é um dos mais competitivos da categoria. O Brasil recebe, neste ano, o segundo lote da série Bolt EV, que chega com novo conjunto de baterias: a autonomia passa de 400 km.

O carro possui potência de 203 HP (faz de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos) e conta com transmissão automática e 10 airbags — mais segurança em um carro pensado para o meio urbano e também estradas.

No primeiro lote, as 50 unidades disponíveis custavam R$ 175 mil. Agora, os preços passam um pouco de R$ 220 mil.

2. Arrizo 5e (Caoa Chery)

Caoa Chery Arrizo 5e (Foto: Divulgação)
O modelo Arrizo 5e acompanha cabo para recarga. (Fonte: Caoa Chery/divulgação)

O Arrizo 5e é uma aposta para ganhar os adeptos do modelo sedã: o porta-malas possui capacidade de 430 litros. Trata-se do primeiro modelo elétrico da montadora e chega ao Brasil pelo valor aproximado de R$ 160 mil.

A autonomia do veículo é de 322 km. Em postos de supercarregamento, como as estações de postos de gasolina ou centros de atendimento nas estradas, 1 hora basta para carregar 80% da bateria do veículo.

O veículo é enxuto: com apenas dois airbags frontais, obrigatórios por lei, tem velocidade máxima no modo de economia, que é de 100 km/h. Ideal para a cidade. Além disso, 75% das peças do modelo elétrico são compatíveis com os modelos análogos da marca nas opções flex. Isso torna as revisões e os possíveis problemas mecânicos mais baratos.

3. JAC iEV20

Jac Motors
Econômica, a recarga do JAC iEV20 permite rodar 400 km com R$ 25. (Foto: JAC/divulgação)

O mais barato entre os carros elétricos tem proposta modesta: cerca de R$ 140 mil, o JAC iEV20 tem potência de 56 HP, velocidade máxima de 102 km/h e porta-malas pequeno. Isso significa que é uma opção para quem deseja fazer trajetos cotidianos na cidade.

Quais são as vantagens e as desvantagens dos carros elétricos?

Não há nada além disso no modelo, prometendo pouco e entregando uma relação custo-benefício satisfatória. No entanto, possui um trunfo importante: ao puxar para baixo o valor dos elétricos, ainda caros, pode abrir um nicho de carros “baratos”. Os consumidores saem ganhando e o meio ambiente também.

4. 500e (Fiat)

O 500e possui autonomia de 320 km. (Fonte: Fiat/divulgação)

Primeiro carro elétrico da Fiat no Brasil, o 500e lembra o design da versão que depende de petróleo, mas um pouco mais requintado com um toque high tech para marcar um novo modal. As cores disponíveis são verde, azul e cinza. O veículo ficou mais espaçoso com a instalação das baterias no assoalho, que, por serem pesadas, conferem ao veículo uma boa estabilidade.

A chegada dele está marcada para o último trimestre deste ano e conta ainda com duas telas digitais: uma para o painel de instrumentos e outra para a central multimídia, que pode ser conectada à Apple CarPlay e ao Android Auto.

5. Renault ZOE

Renault Zoe – Wikipédia, a enciclopédia livre
Silencioso, o Renalt ZOE aposta em um sistema de som diferenciado. (Fonte: Renault/divulgação)

O Renault ZOE, veículo elétrico da montadora francesa, custa aproximadamente R$ 148 mil. Design bonito e enxuto, autonomia de 300 km e direção silenciosa são alguns dos atributos que o brasileiro pode esperar do modelo.

O Renault ZOE pode ser carregado em qualquer tomada 220 V e possui uma relação custo-benefício modesta. Simples e intuitivo, pode ser o primeiro carro elétrico de uma geração de motoristas.

6. e-tron (Audi)

Já disponível para a venda, o e-tron, da Audi, possui o melhor conjunto da categoria. (Fonte: Audi/divulgação)

Se existe alguma verdade em afirmar que os últimos serão os primeiros, isso vale para a sexta indicação dessa lista: o e-tron da Audi, já vendido no Brasil, é um veículo de fazer inveja a todos os concorrentes.

De cada dez veículos no mundo, um será carro autônomo até 2030

O modelo deixa para trás a ideia de que o modal elétrico perde na potência ou que é menos robusto do que os tradicionais no design e no torque. Embora pesado, faz de 0 a 100 km/h em 5,2 segundos e pode atingir até 200 km/h. E, mesmo assim, a bateria não deixa a desejar: dura mais de 400 km e tem oito anos de garantia.

A tecnologia embarcada é outro diferencial. O modelo é incomparável aos concorrentes e apresenta uma série de opcionais que podem torná-lo ainda mais surpreendente.

Impecável, o e-tron só traz problemas para o bolso: custa cerca de R$ 500 mil, a depender da customização do cliente.

Fonte: JAC Motors, Renault, Chevrolet, Jornal do Carro.

Curtiu o assunto? Clique aqui e saiba mais sobre como a mobilidade pode melhorar os espaços.

Gostou? Compartilhe!