Preço da gasolina: veja 6 truques para economizar combustível

8 de outubro de 2021 5 mins. de leitura
Com a gasolina passando dos R$ 7 em alguns Estados, surgem cada vez mais métodos para economizar combustível e diminuir essa despesa

A alta dos preços da gasolina — que chegou a 51% só nos oito primeiros meses do ano — se tornou uma das principais pautas de debate dos últimos tempos. Com cada litro passando dos R$ 7 em algumas regiões do País, quem precisa do carro para se locomover e, principalmente, para trabalhar, se pergunta como economizar o combustível e diminuir essa despesa. Afinal, ela está apertando cada vez mais o orçamento. 

Felizmente, mudanças simples na rotina podem gerar uma grande economia: de combustível e de dinheiro. Porém, antes de tudo, é importante saber quando é mais vantajoso abastecer com etanol ou gasolina — já que os dois combustíveis estão bastante caros. A dica básica é dividir o preço do etanol pelo da gasolina e multiplicar por 100. Se o valor for menor que 70, vale mais a pena abastecer com o derivado da cana. Dito isso, vamos às dicas para economizar:

1. Abasteça com qualidade

Um investimento importante que você deve fazer para ter economia é utilizar somente um combustível de qualidade. É até compreensível que, em uma época de alta, exista a tentação de abastecer naquele posto desconhecido com preços baixíssimos. Porém, a realidade é que o combustível “batizado” queima mais rápido e pode danificar o motor do carro, trazendo gastos muito maiores posteriormente. 

Algumas pessoas têm dúvida se a gasolina aditivada ajuda a economizar. Ela não influencia nisso diretamente, embora tenha compostos que ajudam na conservação do motor, podendo contribuir no longo prazo. De todo modo, você pode colocar a gasolina normal — se for de boa qualidade, claro — e colocar os aditivos só de tempos em tempos. 

Já as gasolinas premium só se diferenciam pela octanagem, que aumenta o desempenho em carros esportivos, sem qualquer benefício relevante em termos de economia.

2. Livre-se do peso morto

Carregar mais peso no seu carro exigirá mais do motor — e, por consequência, ele gastará mais combustível. Em vista disso, uma das principais dicas para economizar gasolina é levar apenas o que for necessário.

Evite aquele costume de transformar o carro em uma extensão do guarda-roupa ou da despensa. Sempre que fizer viagens ou compras, busque esvaziar o porta-malas assim que for possível. Todas as “tralhas” somadas podem pesar bastante e fazer diferença no tanque — e no bolso —, quando você faz as contas no fim do mês.

3. Contribua para a aerodinâmica

Assim como o peso, outro fator que pode aumentar ou diminuir o esforço do motor é o arrasto aerodinâmico. Por si só, os carros modernos já são feitos para diminuir esse atrito, mas a gente pode contribuir um pouco mais para isso com atitudes simples. Tire acessórios ou racks do teto quando não estiver usando e evite dirigir com os vidros abertos na estrada.

Sobre os vidros, um ponto de atenção: não exagere na potência do ar-condicionado, quando estiver viajando com o carro fechado. Esse é um dos acessórios que mais gastam combustível. 

Medidas simples, como diminuir o peso e arrasto aerodinâmico, ajudam a gastar menos combustível. (Fonte: Senivpetro/Freepik)

4. Use o acelerador a seu favor

Dosar a força no acelerador é muito importante para economizar combustível na cidade: evite acelerações bruscas e desnecessárias, já que é nesses momentos que seu carro mais precisa injetar gasolina no motor. Busque manter uma velocidade constante e fazer transições calmas, sem “meter o pé” em uma saída de semáforo, por exemplo. 

Falando em semáforo, se você observar que o próximo está fechando, não há motivos para acelerar e chegar antes nele: é melhor diminuir a velocidade para passar nesse cruzamento quando o sinal já estiver verde. Você não precisará acelerar e economizará um pouco.

5. Não acredite em fórmulas milagrosas

Por mais que você deva dosar a força no acelerador, não significa que esse pedal não deva ser acionado em hipótese alguma — o exagero nesse método pode fazer você gastar mais gasolina ainda. Não existe uma regra única de qual marcha gasta mais ou qual marcha gasta menos — o mais importante é dirigir com suavidade, mantendo a rotação ideal para o funcionamento do motor do seu carro.

A marcha ideal depende de cada automóvel e você pode conferir essa informação no manual. Alguns carros até têm um indicador de economia ou de rotação indicada para trocas de marcha, que ajudam nesse processo. Também é importante salientar que métodos como “dirigir na banguela” não apenas não economizam — já que os carros modernos já cortam a injeção quando necessário —, como podem danificar o automóvel.

Em resumo, não há segredo para gastar menos combustível: a economia vem de uma série de fatores que inclui manutenção em dia, baixo peso e arrasto aerodinâmico, além da dosagem na força aplicada ao acelerador, que deve ocorrer nos momentos certos.

Fonte: Jornal do Carro.

Este conteúdo foi útil para você?

113020cookie-checkPreço da gasolina: veja 6 truques para economizar combustível