Projeto aluga bikes de graça para entrevistas de emprego

25 de setembro de 2020 4 mins. de leitura
Bike Pra Entrevista oferece gratuidade no plano diário da Tembici em São Paulo para assinantes da plataforma Catho

Mais do que uma crise sanitária, a pandemia de covid-19 vem trazendo efeitos devastadores na economia, um deles é o desemprego. Cortes em várias empresas e segmentos econômicos têm ameaçado vagas de trabalho, sobretudo as formais, impactando na segurança financeira do brasileiro. 

O Estadão Summit Mobilidade Urbana debate questões atuais e extremamente pertinentes para o setor. Saiba mais.

O fato é que boa parte das poucas oportunidades que têm aparecido ultimamente demanda que os candidatos se submetam a deslocamentos arriscados pela cidade. Uma pesquisa realizada pela empresa de recrutamento Catho, com base na entrevista de mais de mil trabalhadores, mostrou que 52% das pessoas que se candidataram a uma vaga durante o isolamento social receberam convites para entrevistas presenciais. 

Homem de terno usando máscara de proteção e mulher atrás da divisória transparente
Uma pesquisa da Catho mostrou que 52% das pessoas que se candidataram a uma vaga durante o isolamento social receberam convites para entrevistas presenciais. (Fonte: Shutterstock)

E, dada à própria situação econômica, não é difícil entender por que 92% dos entrevistados afirmaram que não desistiriam de participar de um processo seletivo por ele não ser remoto. 

E o transporte coletivo, pouco indicado durante a pandemia, para que aglomerações sejam evitadas, é a principal forma de locomoção desses candidatos. Esse tem sido o modal mais usado por 72% dos entrevistados em deslocamentos para entrevistas de emprego. 

Conheça o índice que mede a usabilidade de bikes nas cidades

Foi observando esse cenário que a Catho e a empresa de micromobilidade Tembici lançaram o Bike Pra Entrevista, projeto que oferece aluguel gratuito de bicicletas na cidade de São Paulo para entrevistas de trabalho. 

A bike tem sido muito utilizada durante a atual crise sanitária e, inclusive, várias cidades do mundo têm adaptado sua estrutura para esse tipo de veículo e oferecido incentivos a quem opta por pedalar. Isso porque, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), trata-se de uma das formas mais seguras de se deslocar e evitar a transmissão do vírus. 

Como funciona o projeto?

Para ter acesso ao serviço, que é disponibilizado desde o dia 3 de agosto, o interessado precisa ser assinante da plataforma Catho, morar na cidade de São Paulo e ter entrevistas presenciais agendadas. 

Ciclista sorrindo usando capacete
A bicicleta é considerada pela OMS um dos modais mais seguros para se deslocar durante a pandemia de coronavírus. (Fonte: Shutterstock)

O candidato receberá gratuidade no plano diário da Bike Sampa, serviço de micromobilidade da Tembici na capital paulista, e terá 45 minutos por viagem, para ir e vir das entrevistas. É preciso que a pessoa se cadastre no aplicativo ou no site do Bike Itaú e insira o código de desconto que é enviado ao usuário por e-mail. 

Como conter a gentrificação e ampliar o acesso à cidade?

“Com a reabertura gradual dos comércios, o mercado começa a se reaquecer, e estamos felizes de ajudar na retomada da economia disponibilizando nossas bikes para que as pessoas possam comparecer às entrevistas”, disse a diretora de relacionamento da Tembici, Carolina Ribas. 

Para o gerente sênior de Marketing da Catho, Ricardo Morais, a proposta contribui com um deslocamento mais seguro e é uma alternativa relevante do ponto de vista social, já que muitas pessoas têm dificuldades financeiras em se deslocarem para as entrevistas. Buscamos com o Bike Pra Entrevista oferecer uma alternativa realista e que vá ao encontro das necessidades dos candidatos e uma delas é justamente a locomoção segura e gratuita”, ele afirmou. 

Fonte: Catho, Tembici, Diário do Transporte, Revista Bicicleta

Gostou? Compartilhe!