Israel testa tecnologia de carga rápida para e-buses

1 de dezembro de 2020 3 mins. de leitura
Projeto tem como objetivo diminuir o tamanho das baterias dos ônibus elétricos e reduzir a poluição do ar

Tel Aviv, em Israel, está perto de se tornar a primeira cidade a ter vias capazes de carregar a bateria de e-buses enquanto eles se deslocam. Por meio de uma tecnologia sem fio, o projeto piloto conta com uma estrada elétrica de 600 metros de comprimento que parte de uma rota de 2 quilômetros entre a estação ferroviária e a Universidade de Tel Aviv.

Já conhece o Estadão Summit Mobilidade Urbana? Saiba o que rolou na última edição do evento.

A proposta surgiu de uma parceria entre as empresas ElectReon e Dan Bus Company, e seu principal objetivo é reduzir o tamanho das baterias dos meios de transporte elétricos, que trafegariam por esses trechos especiais com cabos indutores subterrâneos. 

Com a possibilidade de recargar a bateria do veículo ainda em movimento, é possível diminuir o tamanho das baterias de ônibus e carros elétricos.
Ao recargar em movimento, é possível diminuir o tamanho das baterias de ônibus e carros elétricos. (Fonte: ElectReon)

A ElectReon é uma startup israelense que atua na Europa, na Suíça e na Alemanha e comercializa seu sistema principalmente para governos, cidades e operadoras de frotas. Oren Ezer, CEO da organização, afirma que o piloto será uma vitrine para o mundo, mostrando a capacidade de carga do transporte público urbano.

Quais são as vantagens e as desvantagens dos carros elétricos?

O carregamento é feito a partir de bobinas elétricas de cobre instaladas sob as estradas e que transmitem a energia para os veículos por meio de receptores no piso dos ônibus. A energia é levada diretamente para o motor e para a bateria mesmo em movimento, e toda a comunicação das unidades de gestão e dos veículos cadastrados é feita por meio da tecnologia de nuvem.

Via eletrificada sendo construída em Tel Aviv.
Via eletrificada sendo construída em Tel Aviv. (Fonte: Tel Aviv-Yafo Municipality/Reprodução CNN) 

“Estamos trabalhando constantemente para reduzir a poluição do ar na cidade, e nosso plano de ação estratégico para nos preparar para as mudanças climáticas colocou a luta contra a poluição no topo da agenda ambiental do município”, afirma Ron Huldai, prefeito de Tel Aviv. Segundo ele, se o projeto piloto for bem-sucedido, sua expansão para outras localidades será avaliada em conjunto com o Ministério dos Transportes.

De cada dez veículos no mundo, um será carro autônomo até 2030

A execução desse programa é fundamental para o plano municipal de redução da poluição do ar. Para isso, será construída também uma série de vias indutoras para estimular o transporte público independente da energia, além da colocação de estações de carregamento em espaços públicos para atender aos carros particulares. 

De acordo com os planos do Ministério dos Transportes e Segurança Viária de Israel, até 2025 espera-se que 60% dos ônibus no país sejam movidos a eletricidade. Sendo assim, o crescimento dos e-buses pode ajudar o mercado a retomar o fôlego após a queda em 2019 devido à ascensão da chamada retomada verde na mobilidade urbana do mundo.

Fonte: Mobilize, TecMundo, Olhar Digital, CNN

Conheça o maior e mais relevante evento de mobilidade urbana do Brasil

Gostou? Compartilhe!