Paris vai limitar a circulação de veículos em 2024

3 de abril de 2022 4 mins. de leitura
Tráfego restrito coincidirá com a realização dos Jogos Olímpicos

Trafegar de carro em Paris vai ficar mais difícil em 2024. A Cidade Luz divulgou que banirá os veículos do centro histórico no ano em que sediará os Jogos Olímpicos. O projeto vinha sendo debatido há algum tempo e deveria ter entrado em ação neste ano, mas foi adiado e levado para consulta pública.

Inscreva-se agora para o Estadão Summit Mobilidade. É online e gratuito!

Mas agora é oficial: apenas alguns veículos serão permitidos em um raio de aproximadamente 14 quilômetros quadrados, que englobam quatro bairros do centro da cidade e vários pontos turísticos, como a Catedral de Notre-Dame e a Sainte-Chapelle.

Avenida Champs-Élysées, uma das mais movimentadas de Paris. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)
Avenida Champs-Élysées, uma das mais movimentadas de Paris. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Segundo a prefeitura, o objetivo da ação é diminuir os constantes congestionamentos na área, melhorar a qualidade do ar e transformar o local em uma zona calma, gerando mais tranquilidade e segurança para moradores e turistas.

Como funcionará o projeto?

A nova ação deve diminuir pela metade o tráfego de carros em Paris. Poderão circular pelas áreas apenas residentes do local, visitantes hospedados em hotéis da região, transportes públicos, carros de pessoas com deficiência e veículos que estacionem na área. Carros que usem as pistas como passagem serão multados por policiais ou por meio do monitoramento de câmeras.

Considerando esse contexto, a estimativa é de que a ação cortará pela metade as viagens de carros na área. Hoje, são entre 350 mil e 500 mil viagens que acontecem diariamente.

Leia também:

Limitador de velocidade será obrigatório na Europa em 2024

5 cidades que reduziram o limite de velocidade no trânsito

Rússia e Ucrânia: como o confronto afeta o preço dos combustíveis

Recepção

O plano tem sido recebido com críticas por parte da população parisiense. Muitos comerciantes temem que a ação diminua o número de pedestres e afete o comércio. O governo, porém, espera que aconteça o oposto. A área com menor trânsito de carros e, portanto, com menos poluição sonora e do ar, deverá ser uma atração para que mais pessoas procurem o centro da cidade.

Champs-Élysées em um dia fechado para tráfego de carros. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)
Champs-Élysées em um dia fechado para tráfego de carros. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

A prefeitura de Paris enfrentou críticas semelhantes em 2016, quando baniu o trânsito de veículos motorizados nas marginais do Rio Sena. À época, a mudança provocou congestionamentos em vias próximas. Dessa vez, isso não deve acontecer, já que a ideia principal é substituir o uso de veículos particulares pelo uso do transporte público, de bicicletas e tráfego a pé.

Outras medidas de mobilidade urbana

Desde que assumiu o segundo mandato como prefeita de Paris, Anne Hidalgo tem adotado medidas para devolver a “vocação” de Paris como uma cidade para pedestres.

Em janeiro de 2021, 250 milhões de euros foram investidos para deixar a Champs-Élysées mais verde, com menos carros e mais espaço para a circulação de pessoas. Em 2020, 72 milhões de euros foram investidos na plantação de florestas urbanas para combater as ilhas de calor.

Durante a pandemia de covid-19, foram construídos mais de 160 quilômetros de ciclovias, e a cidade estabeleceu um limite de velocidade de 30 quilômetros por hora para os carros.

Essa nova medida de limitar a circulação de carros é chamada de Zona de Tráfego Limitado (ZTL) e já é tendência na Europa, ocorrendo em grandes cidades como Madri, Milão e Roma.

Fonte: Bloomberg, Domus Web, HT Auto, Automotive Business, Conexão Planeta.

Quer saber mais? Confira aqui a opinião e explicação dos nossos parceiros especialistas em Mobilidade.

Este conteúdo foi útil para você?

130490cookie-checkParis vai limitar a circulação de veículos em 2024