Projeto promove redução de carro nas ruas com urbanismo tático

22 de setembro de 2020 4 mins. de leitura
No Dia Mundial Sem Carro, conheça o Ciudad Emergente, do Chile, que pretende reduzir o domínio de automóveis nas ruas

A mobilidade centrada no automóvel é uma tendência na maior parte das cidades do mundo. O Dia Mundial Sem Carro, celebrado em 22 de setembro, é uma proposta que busca romper com essa hegemonia. Por isso, hoje, o Summit Mobilidade Urbana traz um case relevante pautado nessa causa: o Ciudad Emergente, do Chile.

Conheça o maior e mais relevante evento de mobilidade urbana do Brasil

O projeto presente em mais de 10 países desenvolve ações de urbanismo tático para transformar a mobilidade urbana e propõe ações que visam à redução de carros nas ruas e ao desenvolvimento de cidades orientado aos pedestres.

Projeto Ciudad Emergente

Ações de urbanismo tático fortalecem vias públicas como os espaços para ocupação de pessoas. (Fonte: Projeto Ciudad Emergente)
Ações de urbanismo tático fortalecem vias públicas como os espaços para ocupação de pessoas. (Fonte: Projeto Ciudad Emergente)

O projeto chileno é pautado na ótica do urbanismo tático. Essa abordagem usa ações de curto prazo para alavancar mudanças de longo prazo. Isso com um método inovador e inclusivo para integrar comunidades locais na transformação da paisagem das ruas e na revitalização dos espaços públicos.

Como se proteger do coronavírus no transporte público?

O Ciudad Emergente destaca o valor de experimentos táticos eficazes, complementados por ferramentas de coleta de dados para fornecer abordagens baseadas em evidências para os processos de planejamento. Conheça algumas ações promovidas pelo programa.

1. Ruas compartilhadas

A tática Ruas Compartilhadas tem por objetivo promover o uso de sistemas de transporte sustentáveis e encontros presenciais entre as pessoas, além de conscientizá-las sobre como as mudanças de hábitos e a vontade de compartilhar as ruas podem ajudar no combate às mudanças climáticas e contribuir para a construção de cidades mais sustentáveis.

2. Okuplaza

Okuplaza é uma intervenção urbana criativa desenhada pelo projeto Ciudad Emergente que visa ocupar locais pouco utilizados na cidade, temporariamente transformando-os em praças e espaços públicos para as pessoas.

3. Ciclovia experimental

A proposta inclui a realização de percursos em vias públicas que permitam priorizar os diferentes modais de transporte da cidade e validar pressupostos sobre a demanda efetiva, o desenho do traçado e a necessidade de infraestrutura.

4. Zona experimental 30

Ciudad emergente avalia impacto de zonas calmas com ação de urbanismo tático. (Fonte: Ciudad Emergente)
Ciudad emergente avalia impacto de zonas calmas com ação de urbanismo tático. (Fonte: Ciudad Emergente)

A intervenção da zona experimental 30 tem um calendário de 15 dias durante os quais o impacto da redução do limite de velocidade de veículos é medido e analisado com o objetivo de realizar uma avaliação geral para explorar a viabilidade de instalação permanente da zona de calma de trânsito.

5. Pré-vitalização de locais

A pré-vitalização de locais busca reativar lugares temporariamente fora de uso, antes ativos, ou simplesmente áreas vagas, conscientizando a comunidade sobre a existência e as possibilidades daquele espaço.

6. Tempo de brincar

O objetivo geral foi recuperar espaços abandonados no bairro por meio da criação de uma área protegida para a prática do futebol e outras atividades culturais, a fim de promover ações que incentivem os moradores a manter o bairro limpo e conectado.

7. Paseo Matedero

A tática urbana Paseo Matedero é uma estratégia para estimular o bairro comercial de Franklin na cidade de Santiago do Chile. Consiste na revitalização do espaço público com base em estratégias de melhoramento urbano semipermanente para subsidiar um processo de planejamento de longo prazo no âmbito do Plano Diretor do Bairro Franklin. 

Feiras cidadãs

O objetivo dessa ação é utilizar as ruas dos bairros para promover o encontro entre diferentes organizações de microempresários. As feiras cidadãs proporcionam um espaço para aqueles que desejem participar poderem expor, comercializar ou trocar seus produtos, proporcionando conhecer o trabalho que realizam e favorecendo uma colaboração em rede entre vizinhos.

Fonte: Ciudad Emergente

Confira o que rolou na última edição do Summit Mobilidade Urbana

Gostou? Compartilhe!