Como regular o câmbio da bicicleta sozinho?

19 de novembro de 2021 4 mins. de leitura
A regulagem das marchas da bike é simples, mas precisa ser feita com atenção para não causar problemas nas pedaladas

As marchas existem para permitir ao ciclista uma velocidade de pedalada confortável, independentemente da inclinação ou do terreno. No entanto, o câmbio desregulado pode ser um problema sério, levando a um esforço desnecessário que pode até mesmo provocar acidentes e danos à bicicleta.

O sistema de marchas de uma bike é composto de câmbios dianteiros e traseiros, passadores de marcha, cabos, e pelo conjunto de transmissão, que abrange as engrenagens, chamadas de coroas na pedivela e de cassetes na roda traseira. Cada peça tem sua função específica e a eficiência depende do perfeito funcionamento de todos os componentes.

Problemas comuns nas marchas das bikes

A maioria dos problemas das marchas podem ser resolvidos pelo próprio ciclista. (Fonte: Shutterstock/Ruslan Sitarchuk/Reprodução)
A maioria dos problemas das marchas podem ser resolvidos pelo próprio ciclista. (Fonte: Shutterstock/Ruslan Sitarchuk/Reprodução)

Antes de colocar a “mão na massa”, é preciso descobrir qual é o problema nas marchas da bicicleta. Uma das situações mais comuns é quando as engrenagens não sobem ou diminuem com o comando no passador de marcha. Normalmente, isso é causado por uma tensão inadequada dos cabos.

O ciclista também pode enfrentar quedas contínuas da corrente, mesmo com o sistema bem regulado. Neste caso, provavelmente, os parafusos de limite do desviador estão mal configurados e precisarão de ajustes. A situação também pode ser causada por um gancho do desviador dobrado, provavelmente danificado por uma pancada ou acidente.

Algumas vezes, a redução das marchas acontece da maneira esperada, mas o aumento é arrastado ou lento. O problema pode ser causado por cabos sujos que geram mudanças lentas ou imprecisas.

Como regular o câmbio da bike sozinho?

Com apenas três chaves, o ciclista pode regular sozinho o câmbio da bicicleta. (Fonte: Shutterstock/VGstockstudio/Reprodução)
Com apenas três chaves, o ciclista pode regular sozinho o câmbio da bicicleta. (Fonte: Shutterstock/VGstockstudio/Reprodução)

Resolver os problemas mais simples nas marchas da bicicleta não requer um conhecimento especializado, mas é preciso ter à mão algumas ferramentas básicas. Apenas com uma chave philips — conhecida como chave de fenda estrela ou chave de fenda cruzada —, chave allen 5 mm e uma chave de boca 9 mm será possível fazer todas as regulagens, para proporcionar uma passagem adequada das marchas.

Tensão do cabo

O primeiro item a ser verificado é a tensão do cabo. Caso frouxa demais, haverá problemas em “subir” as marchas. Quando muito tensa, a passagem para uma marcha menor pode não acontecer.

O regulador do cabo, que fica geralmente na marcha traseira ou na parte dianteira da bicicleta, pode resolver isso facilmente. Se o problema não for corrigido com o regulador, será preciso soltar o cabo totalmente e puxá-lo até que ele fique mais tensionado, ou tensionar o cabo até que a marcha desça.

Regulagem pelos parafusos

No câmbio traseiro, existem dois parafusos que funcionam como limitadores para a marcha subir ou descer muito, evitando queda da corrente. O parafuso L fica localizado na parte de cima e o H na parte de baixo.

Com o parafuso L solto, a corrente tende a cair para a parte interna. Mas, caso esteja muito apertado, o câmbio não subirá para a última marcha. Para corrigir o problema, basta que o parafuso seja apertado ou afrouxado.

No caso do parafuso H, quando está muito solto, a corrente cai para fora do cassete, e quando muito apertado, a marcha não desce para o câmbio menor. O ajuste é realizado apertando ou soltando o parafuso. O mesmo procedimento se aplica ao câmbio dianteiro.

Outros problemas

Quando os procedimentos de regulagem não surtem efeito, o mais aconselhável é procurar uma ajuda especializada. Caso o problema seja na gancheira, será necessária uma ferramenta cara para alinhar a peça com o quadro, compensando mais ir a um mecânico de bicicleta.

Outro problema pode ser a desregulagem do parafuso tensão B, que serve para permitir que a corrente suba. A sua desregulagem deixa a marcha mais lenta para subir ou descer, sendo necessário também conhecimento avançado para realizar o ajuste.

Fonte: Bike Registrada, Pedal.

Este conteúdo foi útil para você?

118350cookie-checkComo regular o câmbio da bicicleta sozinho?