Summit Mobilidade

Prédio mais alto de São Paulo tem 172 metros de altura

23 de maio de 2023 5 mins. de leitura
O Platina 220, no Tatuapé, Zona Leste da capital paulista, é o atual prédio mais alto de São Paulo, mas outras construções também tiveram esse posto

Qual é o prédio mais alto de São Paulo? Se você está com essa dúvida, este texto vai dar uma resposta. Com a construção finalizada e entregue em setembro de 2022, o Edifício Platina 220, localizado no Tatuapé, tem 172 metros de altura e 50 pavimentos. Conheça, além dele, outros prédios que alcançam os céus paulistanos.

Qual é o prédio mais alto de São Paulo? Conheça outras opções

A verticalização da capital do Estado de São Paulo está ocorrendo desde a década de 1920. O primeiro deles, nem tão alto se comparado com as edificações atuais, foi o edifício Sampaio Moreira, com 12 andares, entregue em 1924, ano que marcou a conclusão da obra.

Cinco anos depois, em 1929, o Edifício Martinelli tomou o posto de construção mais alta de São Paulo. Até 1934, o prédio tinha alcançado a marca de 105 metros de altura, com outros pavimentos que foram sendo incorporados gradualmente desde a fundação.

Conheça os atuais prédios mais altos da cidade.

1. Edifício Platina 220

A edificação fica localizada no bairro Tatuapé, na Zona Leste da capital paulista. Os 172 metros de altura da construção abrigam apartamentos residenciais e quartos de hotel.

Uma reportagem publicada no Estadão em agosto de 2022, estimava que o valor das unidades, para quem desejava viver mirando a terra da garoa do alto, variava entre R$ 400 mil e R$ 11 milhões. Para ser lançado com chave de ouro, uma queima de fogos marcou a entrega da edificação, realizada em 1º de setembro do ano passado.

Do segundo ao décimo pavimento, há 190 quartos de hotel, que dividem espaço com 80 apartamentos residenciais. Do 12º pavimento até o 24º ficam as salas comerciais. Outras salas corporativas ocupam os próximos andares, até o 46º. A obra foi feita onde antes existiam casas históricas, gerando alguns debates à época em relação à preservação do patrimônio histórico.

Leia também:

2. Mirante do Vale

Antes do Platina 220, o arranha-céu que era a resposta à pergunta de “qual é o prédio mais alto de São Paulo?” está localizado no Vale do Anhangabaú. Com 170 metros de altura, 51 andares e cerca de 800 salas comerciais, além de apartamentos, a edificação foi inaugurada 50 anos antes do sucessor.

A construção foi iniciada na década de 1960, sendo inaugurada seis anos depois. Na cobertura, existe o Sampa Sky, onde visitantes podem ter uma visão privilegiada da região, além de ser possível tirar fotos em uma sala com chão feito inteiramente de vidro.

O Mirante do Vale também é conhecido como Palácio W. Zarzur, em homenagem ao engenheiro Waldomiro Zarzur, que projetou a obra em conjunto com o arquiteto Aron Kogan, ambos brasileiros. Originalmente foi feito para fins comerciais, mas nos últimos anos passou por uma conversão de uso informal e misto, o que é considerado um tipo de arquitetura mais sustentável.

São Paulo é conhecida, entre outras características, como uma das cidades com a maior quantidade de prédios, entre eles arranha-céus
São Paulo é conhecida, entre outras características, como uma das cidades com a maior quantidade de prédios, entre eles arranha-céus. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

3. Figueira Altos do Tatuapé

Ainda na Zona Leste paulistana está localizado o edifício Figueira Altos do Tatuapé, com 168 metros de altura e 50 pavimentos. O prédio foi inaugurado em 2021, um ano antes daquele que atualmente é considerado o mais alto de São Paulo.

Diferente do Platina 220, o Figueira Altos do Tatuapé é uma construção que conta apenas com apartamentos de natureza residencial.

4. Edifício Itália

Inaugurado em 1965, o Edifício Itália virou um dos pontos turísticos da cidade. Tem 165 metros de altura, dos quais 151 estão localizados no nível da rua.

São, ao todo, 46 pavimentos que abrigam uma série de salas, além do Teatro Itália, o restaurante Terraço Itália e o Circolo Italiano, associação fundada em 1911 por membros italianos que viviam na capital paulistana.

5. Edifício Altino Arantes

Outro prédio que já respondeu à pergunta de “qual é o prédio mais alto de São Paulo?” foi o edifício Altino Arantes. A construção, inaugurada em 1947 e que conta com 161 metros e 35 andares, é mais conhecida como “prédio do Banespa” ou “Banespão”.

A edificação imponente foi inspirada em outra famosa mundialmente, o Empire State Building, localizado em Manhattan, Nova York (EUA). Durante 20 anos, deteve o posto de maior construção de concreto armado intacta, até a chegada do Mirante do Vale.

Quer saber mais? Confira aqui a opinião e a explicação de nossos parceiros especialistas em Mobilidade.

Fonte: Estadão Imóveis, Veja São Paulo, G1, São Paulo para crianças, UOL

180810cookie-checkPrédio mais alto de São Paulo tem 172 metros de altura