Por que o Brasil precisa de um plano para carros elétricos?

28 de março de 2021 4 mins. de leitura
Indústria automobilística tenta aproximação do governo brasileiro para estimular a elaboração de um plano nacional

As vendas de carros elétricos estão crescendo em todo o mundo e a eletrificação dos veículos deve ser acelerada nos próximos anos. Governos preparam planos nacionais estipulando prazos para o fim das vendas de veículos que utilizem combustíveis fósseis, passando a oferecer incentivos para o uso de motores a eletricidade.

Assine nossa newsletter e esteja a par dos principais debates sobre mobilidade urbana na atualidade.

As principais montadoras já preparam a transformação de toda a cadeia produtiva, além de estimular a formação de uma infraestrutura de recarga. Apesar disso, no Brasil, a principal estratégia elaborada pelo governo federal para o desenvolvimento automotivo, o Programa Rota 2030, parece desconsiderar completamente a existência da eletrificação na mobilidade. 

Para suprir essa deficiência, a própria indústria automobilística tem tentado sensibilizar as autoridades nacionais para a necessidade de um plano nacional para os carros elétricos.

Elaboração de plano nacional

Para estimular o uso de carros elétricos, o plano nacional deve prever, entre outras coisas, infraestrutura pública de recarga. (Fonte: Shutterstock/Daniel Krason/Reprodução)
Para estimular o uso de carros elétricos, o plano nacional deve prever, entre outras coisas, infraestrutura pública de recarga. (Fonte: Shutterstock/Daniel Krason/Reprodução)

Pelo menos 35 Projetos de Lei (PL) tramitam na Câmara de Deputados prevendo incentivo fiscal à produção e comercialização de veículos movidos a eletricidade ou híbridos. O mais antigo deles, o PL 4086/2012, prevê a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros elétricos até o fim de 2021 e corre o risco de ver o benefício caducar sem ao menos ter sido votado pelos deputados.

No Senado, existe também uma proposta para proibir a venda de carros novos movidos a combustíveis fósseis a partir de 2060. O projeto, elaborado em 2017, está parado na Comissão de Meio Ambiente da Casa há mais de um ano.

Diante da ausência de um plano nacional, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) tomou a iniciativa de buscar uma aproximação com o governo federal, apresentando a demanda já existente e as possibilidades de crescimento do setor. A entidade pretende também participar de discussões do Congresso e estimular o debate sobre a matriz energética dos carros no Brasil.

Transição para carros elétricos

Motores a combustão estão sendo banidos em vários países da Europa, Ásia e em partes dos Estados Unidos. (Fonte: Shutterstock/Lightspruch/Reprodução)
Motores a combustão estão sendo banidos em vários países da Europa, Ásia e em partes dos Estados Unidos. (Fonte: Shutterstock/Lightspruch/Reprodução)

Devido à necessidade de diminuir a emissão de gases de efeito estufa, o fim das vendas de carros a combustão foi decretado em vários países do mundo. Com a pandemia, alguns também aproveitaram para incentivar uma retomada verde do setor automobilístico, a partir de novas legislações, construção de infraestrutura e financiamento direto para a transição.

A Noruega, que depende fortemente das receitas de petróleo e gás, pretende se tornar o primeiro país do mundo a encerrar a venda de carros movidos a combustíveis fósseis, estabelecendo um prazo para 2025. Os veículos totalmente elétricos representam agora aproximadamente 60% das vendas mensais por lá.

A Grã-Bretanha e o Japão proibirão a venda de novos carros a gasolina e diesel e vans a partir de 2030. A China, que responde por um terço da frota mundial de automóveis, pretende banir a venda desses veículos a partir de 2035 – mesma meta estabelecida pela França. Além disso, diversos estados e regiões dos Estados Unidos e Alemanha também têm um prazo para banir novos motores a combustão.

Fontes: Reuters, Ministério da Economia, Agência Senado, Câmara dos Deputados

Conheça o maior e mais relevante evento de mobilidade urbana do Brasil

Este conteúdo foi útil para você?

96610cookie-checkPor que o Brasil precisa de um plano para carros elétricos?