Linha Verde do Metrô de SP pode receber até R$ 4 bilhões para expansão

24 de novembro de 2021 3 mins. de leitura
Empréstimo internacional destina recursos para compra de 44 trens da Linha Verde do Metrô

O governo de São Paulo planeja destinar até US$ 721 milhões, o equivalente a R$ 4 bilhões, para a expansão da Linha Verde da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô), de acordo com emenda encaminhada ao Projeto de Lei (PL) nº 786, de 2021, que tramita na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).

Caso aprovada pelos deputados estaduais, a proposta vai autorizar a contratação de empréstimos nacionais e internacionais pelo governo paulista para serem investidos na malha metroviária. O PL também pede autorização para que as operações de crédito contratadas via Agência de Fomento do Estado de São Paulo (Desenvolve SP) sejam dadas como contragarantias.

A redação original do projeto destinava o volume de recursos para execução total ou parcialmente no projeto “Aquisição de Material Rodante e Sistemas” do Metrô, sem especificar quais linhas receberiam os investimentos. O texto da emenda apresentada destina os recursos para aquisição de 44 novos trens, além de Sistemas e Estudos da Linha Verde.

Leia mais:

Metrô São Paulo – Summit Mobilidade

Quais os prós e contras das concessões de naming rights no metrô? – Summit Mobilidade

Expansão da Linha Verde

Metrô de SP poderá comprar até 44 novos trens para Linha Verde com financiamento caso PL seja aprovado com emenda do governo paulista. (Fonte: xm4thx/Shutterstock)
Metrô de SP poderá comprar até 44 novos trens para Linha Verde com financiamento caso PL seja aprovado com emenda do governo paulista. (Fonte: xm4thx/Shutterstock)

O Metrô de SP pretende expandir a Linha Verde por mais 14 km em direção à cidade de Guarulhos. A obra será dividida em duas fases. Na primeira, serão construídas 8 novas estações que vão permitir a conexão com a Linha Vermelha, por meio da Estação da Penha. Esse trecho vai beneficiar 1,2 milhão de pessoas.

Depois da expansão, a Linha Verde terá 23 km e será a mais extensa do sistema metroviário paulista e deve aliviar o fluxo de passageiros da Linha Vermelha, que atende principalmente a Zona Leste da cidade de São Paulo.

O Metrô de SP pretende reduzir o tempo de deslocamento e estimular a troca do automóvel pelo transporte público. Isso deverá diminuir o número de acidentes nas ruas, bem como os feridos e vítimas fatais, e ainda reduzir o consumo de combustíveis fósseis em 20,5 milhões de litros/ano e a emissão de poluentes em mais de 40 mil toneladas/ano.

Modernização da Linha Jade da CPTM

Governo pode ser autorizado a contrair mais empréstimos para implantar a Linha Jade da CPTM. (Fonte: Jaboticaba Fotos/Shutterstock)
Governo pode ser autorizado a contrair mais empréstimos para implantar a Linha Jade da CPTM. (Fonte: Jaboticaba Fotos/Shutterstock)

O PL também pretende incluir o projeto de Implantação da Linha 13-Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na Lei nº 14.477/2011, no volume autorizado de até R$ 550 milhões em empréstimos para modernizar as estações da Linha 8-Diamante.

A mesma Lei já autoriza a contratação de até R$ 922 milhões de operações de financiamento para o projeto de implantação da Linha 13-Jade, o Sistema Monotrilho (Linha 15-Prata) no trecho de Vila Prudente ao Hospital Cidade Tiradentes; e de até R$ 1,27 bilhão para executar a Linha 18-Bronze de Tamanduateí até Djalma Dutra. 

Fonte: Diário do Transporte, Metrô CPTM, Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô).

Este conteúdo foi útil para você?

117340cookie-checkLinha Verde do Metrô de SP pode receber até R$ 4 bilhões para expansão