Como estruturas urbanas podem se tornar hospitais de campanha?

17 de abril de 2020 4 mins. de leitura
De igrejas a bases militares, vários espaços estão sendo utilizados para montar redes de tratamento para a covid-19

Além da estratégia de isolamento social, uma das medidas mais eficazes para diminuir o número de mortes causadas pela pandemia do coronavírus, é aumentar a capacidade de atendimento hospitalar. Instituições públicas e particulares correm para montar estruturas de tratamento para a doença ao longo do Brasil, em áreas que vão desde locais densamente povoados, como São Paulo e Rio de Janeiro, até os mais remotos, como o arquipélago Fernando de Noronha.

Conheça o maior e mais relevante evento de mobilidade urbana do Brasil

Governos estaduais estão reativando hospitais fechados, como acontece em Salvador e Fortaleza, para a abertura de novos leitos. Governos aceleram obras para a inauguração de unidades de saúde e a ampliação de hospitais que estavam próximos da finalização. Estruturas provisórias também são montadas ao lado de hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPA) para aumentar a capacidade do sistema de saúde.

Metrôs e trens registram queda de 82% de demanda na última semana

Como isso apenas não basta, estádios e demais estruturas esportivas, centros de convenções, escolas, bases militares e igrejas estão sendo adaptados para se tornarem hospitais de campanha. Essas unidades temporárias vão ajudar no tratamento de pacientes de baixa complexidade, deixando os leitos de alta complexidade de hospitais mais livres para quem já está em estágio avançado.

Além dos equipamentos urbanos públicos, as autoridades estão requisitando imóveis particulares vazios e grandes terrenos. Além disso, montadoras de automóveis paradas por conta da pandemia também ofereceram áreas para o atendimento de pacientes da covid-19, bem como estão dispostas a construir hospitais de campanha para auxiliar o poder público.

Como montar um hospital de campanha?

(Fonte: Ministério da Defesa/Divulgação)
(Fonte: Ministério da Defesa/Reprodução)

Os hospitais de campanha são unidades de saúde que podem ser construídos de forma rápida para cuidados temporários em situações de emergência, como em caso de catástrofes naturais. Essas estruturas surgiram durante a Segunda Guerra Mundial e foram pensadas com a finalidade de serem ambientes seguros e eficientes para a realização de procedimentos simples até cirurgias mais complexas.

As Forças Armadas brasileiras têm experiência com a implantação de hospitais de campanha em situações de terremotos e enchentes (no Chile e Haiti). A expertise dos militares está sendo compartilhada com instituições civis durante a pandemia.

Os hospitais são montados em módulos que abrigam processos básicos para o funcionamento de uma unidade temporária de saúde: com atendimento, apoios logístico e administrativo. Além disso, um fluxo de fornecimento de medicamentos, materiais e resíduos sólidos deve ser estabelecido.

Por que as estruturas urbanas são perfeitas?

(Fonte: Câmara Municipal de Fortaleza/Divulgação)
(Fonte: Câmara Municipal de Fortaleza/Reprodução)

As estruturas urbanas já estão integradas à cidade e por isso contam com uma série de serviços que facilitam a implantação de hospitais de campanha. Isso torna o processo muito mais rápido e econômico, além de facilitar a operação e o atendimento das unidades provisórias.

Os hospitais temporários construídos para a pandemia precisam de um grande espaço vazio para atender a um número elevado de pacientes devido à evolução rápida de disseminação da covid-19.

Coronavírus: como motoristas de delivery devem se proteger dele?

Para a aumentar a velocidade de sua implantação, precisam de uma infraestrutura básica já instalada disponível, como sistemas de água, esgoto e eletricidade. Áreas construídas e cobertas, como ginásios esportivos e centros de convenções, são mais propícias para se transformarem em hospitais temporários.

A integração com o sistema de mobilidade urbana facilita o acesso dos pacientes e aumenta a capacidade do hospital de campanha de atender seu entorno. Além disso, existe a oferta de serviços essenciais, como a coleta de resíduos tanto comuns quanto hospitalares.

Bogotá amplia ciclovias para conter expansão do novo coronavírus

Dessa forma, pela reunião de todas essas características, as estruturas urbanas são perfeitas para a implantação rápida e eficiente de hospitais de campanha.

Fonte: Prefeitura de São Paulo, Agência Brasil, Secretaria de Saúde da Bahia, Estadão, Governo do Estado de São Paulo.

Curtiu o assunto? Clique aqui e saiba mais sobre como a mobilidade pode melhorar os espaços.

Gostou? Compartilhe!