Ar-condicionado portátil para carro: como usar e quanto custa?

4 de março de 2022 3 mins. de leitura

Ar-condicionado portátil vale a pena? Saiba quais são os prós e os contras

Publicidade

O ar-condicionado veicular é uma verdadeira “mão na roda” para milhares de motoristas, principalmente no verão. Todavia, com os preços praticados para a instalação e a manutenção do aparelho, muitas pessoas podem optar por não adquiri-lo, passando a considerar outras possibilidades. 

O ar-condicionado portátil para carro surgiu como uma dessas opções, oferecendo um preço muito inferior ao tradicional. Saiba se vale a pena.

Como funciona o ar-condicionado portátil para carro?

Ar-condicionado portátil utiliza gelo e água para resfriar o ar. (Unsplash/Reprodução)
Ar-condicionado portátil utiliza gelo e água para resfriar o ar. (Unsplash/Reprodução)

O ar-condicionado portátil para carro tem funcionamento muito parecido ao ar-condicionado residencial. É preciso conectá-lo à energia elétrica e inserir água e gelo em seus reservatórios. Assim, ele ventila o ar e resfria o interior do automóvel. 

Por não utilizar gases, como acontece no ar-condicionado tradicional, o portátil apresenta capacidade e tempo de ação um pouco menores, uma vez que após o gelo derreter funciona como um ventilador comum.

Para conectá-lo à energia, é preciso utilizar uma das tomadas do carro, como a 12V e a USB. Como ele não é acoplado à estrutura do veículo, é possível deixá-lo no melhor local de acordo com o espaço disponível.

Quanto custa um ar-condicionado portátil para carro?

Ar-condicionado portátil pode ser até 90% mais barato que um tradicional. (Unsplash/Reprodução)
Ar-condicionado portátil pode ser até 90% mais barato que um tradicional. (Unsplash/Reprodução)

Existem diversas opções de ar-condicionado portátil para carro no mercado, com valores que variam de acordo com a potência e as funcionalidades. É possível encontrar os modelos mais simples na internet com preços a partir de R$ 99.

Durante a compra, é preciso se atentar às especificações técnicas do produto, como a quantidade de velocidades do ventilador e se ele é ou não silencioso. Alguns modelos ainda podem oferecer funções extras, como spray e purificador. 

Outro ponto importante para conferir é se o ar-condicionado já vem com o cabo para ligá-lo à tomada do carro ou se é preciso adquirir o item de forma avulsa. Apesar de o preço do produto tender a ficar cada vez mais elevado mediante as exigências do consumidor, o produto não chega a ultrapassar R$ 500.

Leia mais: 

Como parcelar o IPVA?

4 exemplos de mobilidade urbana sustentável no Brasil

Conheça as 10 motos mais rápidas do mundo

Para quem o ar-condicionado portátil é indicado?

Adquirir o produto pode fazer mais sentido para quem não tem ar-condicionado no carro. (Unsplash/Reprodução)
Adquirir o produto pode fazer mais sentido para quem não tem ar-condicionado no carro. (Unsplash/Reprodução)

Devido ao ar-condicionado portátil ter alguns pontos negativos, como a necessidade de água e gelo para o resfriamento, o equipamento é indicado principalmente para aqueles que não têm o ar-condicionado tradicional no veículo ou que não desejam realizar o investimento para a instalação dele. 

No entanto, mesmo para esse grupo, é preciso considerar os deslocamentos diários e a viabilidade de sempre ter gelo e água à disposição para utilizar o aparelho da melhor forma possível. Caso contrário, pode ser que a compra não faça muito sentido.

Outro ponto a ser lembrado é que o ar-condicionado portátil não oferece a função de aquecimento para os dias frios. Assim, sua utilização é possível apenas durante o calor. Para quem circula em cidades onde o frio é predominante, essa pode ser uma questão a ser analisada. 

Fonte: Carro de garagem, Buscapé.

127793cookie-checkAr-condicionado portátil para carro: como usar e quanto custa?

Webstories