Summit Mobilidade

Como ampliar o uso das bicicletas nas cidades?

6 de junho de 2023 3 mins. de leitura
Comemorado em 03/06, o Dia Mundial da Bicicleta destaca ações e estratégias que propõem a sua adoção como principal meio de transporte

Em 3 de junho, comemora-se o Dia Mundial da Bicicleta. A data, aprovada na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em 2018, busca fazer com que os Estados-membros adotem estratégias para expandir seu uso nas cidades. Com benefícios que vão além da função de locomoção, a bicicleta se destaca por seu menor custo, sendo acessível a diferentes públicos.

Além disso, seu uso está alinhado aos objetivos de desenvolvimento sustentável das Nações Unidas, uma vez que sua adoção em massa é um dos caminhos possíveis para reduzir a emissão de poluentes e, consequentemente, melhorar a qualidade do ar.

Bicicletas possuem um papel importante nas cidades no futuro, uma vez que promovem redução no uso de recursos. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Uso da bicicleta no Brasil e no mundo

Segundo levantamento realizado pela Bicycle Guider, há mais de 1 bilhão de bicicletas em uso ao redor do mundo. A China seria o abrigo de 450 milhões delas, sendo seguida pelos Estados Unidos, com 100 milhões de unidades, e o Japão, com 72,5 milhões.

Na quarta posição, temos a Alemanha, com 62 milhões de bicicletas. O Brasil, por sua vez, tem 40 milhões, ocupando o quinto lugar. Capazes de promover melhoria na qualidade de vida das pessoas, as bicicletas auxiliam tanto na saúde mental, quanto na física, por reduzir o risco de incidência de várias doenças crônicas.

Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), as viagens por bicicleta são realizadas por apenas 7% dos brasileiros. Ao mesmo tempo, há potencial de que esse uso alcance os 40%.

Considerando todos esses dados, fica ainda mais evidente o quanto é necessário incentivar seu uso de uma forma sistematizada, e que não leve em consideração apenas a expansão de ciclovias. Isso porque ainda há muito a se fazer para ampliar a acessibilidade, a infraestrutura e até mesmo tornar mais efetiva a segurança dos ciclistas.

Leia também:

Documento elenca medidas para ampliar o uso de bicicletas no Brasil. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Repensando o modelo e ampliando o uso de bicicletas

Pensando nisso, no mês de maio, foi publicado o Documento de Sistematização da Estratégia Nacional da Bicicleta (Enabici), um guia elaborado pela União de Ciclistas do Brasil (UCB) em colaboração com outras organizações.

Utilizando a expertise dos especialistas envolvidos, a Enabici busca nortear ações públicas e propor soluções voltadas para o uso deste meio de transporte, em específico. O objetivo é que a bicicleta tenha uma participação mais expressiva dentre os diferentes modais no País, alcançando os 25% até 2030.

Dentre as diretrizes publicadas, o documento destaca a importância de integrar o planejamento cicloviário ao viário. Adotando o conceito das chamadas “ruas completas”, a proposta seria a de priorizar tanto o transporte coletivo quanto o realizado a pé e por meio de bicicletas.

O cicloturismo também é apontado como um instrumento poderoso para fomentar o seu uso. Capaz de promover uma forma diferenciada de contato com a cidade e até mesmo de aproximar a população dos seus principais pontos turísticos, a atividade tem potencial de estimular a economia local.

Fontes: Nações Unidas, Bicycle Guider, Mobilize.org, Forbes

185400cookie-checkComo ampliar o uso das bicicletas nas cidades?