Os 5 carros mais estranhos do mundo

26 de maio de 2022 4 mins. de leitura
Conheça 5 dos carros mais estranhos do mundo que entraram em produção e comercialização

Seja ao desenhar carros ultracompactos, seja ao tentar fazer um carro ficar estável em três rodas, a indústria automobilística já tentou de tudo para inovar e se diferenciar. Infelizmente, nesse trajeto, várias montagens estranhas foram criadas, e incrivelmente algumas delas chegaram a ser muito bem vendidas.

Confira alguns dos carros mais estranhos do mundo já colocados em produção por grandes marcas.

1. Corbin Sparrow

3 modelos do Corbin Sparrow reunidos. (Fonte: WikimediaCommons/Reprodução)
3 modelos do Corbin Sparrow. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

O Corbin Sparrow foi uma das primeiras tentativas de carro elétrico compacto a aparecer no mercado. Lançado como o primeiro veículo elétrico de um passageiro, o modelo americano foi produzido entre 1993 e 2002, mas foi retirado do mercado devido a várias falhas mecânicas. Em 2008 e 2013 novas versões foram anunciadas, mas desde então o veículo desapareceu do catálogo da marca.

2. Fiat Multipla

Fiat Multipla modelo 1998. (Fonte: WikimediaCommons/Reprodução)
Fiat Multipla modelo 2002, um dos carros mais estranhos do mundo. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Nos anos 1990, a indústria automobilística viveu a tendência de transformar os famosos carros “quadradões” em modelos com curvas mais modernas. Foi o que aconteceu no Brasil com a Fiat introduzindo o Palio para brigar com o Uno e a Volkswagen arredondando o Gol. Em 1998, a Fiat lançou na Europa o Fiat Multipla, considerado por várias revistas especializadas da época como o carro mais feio do mundo.

Os designers do modelo exageraram nas tentativas de arredondar o projeto e ainda montaram o para-brisa como se fosse uma segunda camada em cima do carro. O resultado foi o que ficou conhecido como “pato psicótico”. Durante os seis anos de produção, várias tentativas de redesenhar o modelo foram feitas; em 2004, uma versão mais tradicional chegou ao mercado, porém a fabricação do modelo foi encerrada no mesmo ano.

3. Reliant Robin

Reliant Robin, famoso pelas suas três rodas. (Fonte: WikimediaCommons/Reprodução)
Reliant Robin, famoso pelas 3 rodas. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Talvez um dos modelos mais famosos da lista de carros mais estranhos do mundo seja o Reliant Robin, que ficou conhecido como o carro do Mr. Bean no seriado que conquistou o mundo. Houve diversos lançamentos desde os anos 1970, com a intenção principal de ser um carro barato que pagasse menos impostos, por isso houve a duvidosa escolha de usar apenas três rodas.

Infelizmente, apenas uma roda sustentava o motor na parte frontal, o que deixava o carro instável e suscetível a capotamentos. Apesar de tudo, o britânico Reliant Robin fez sucesso e até hoje é muito disputado por colecionadores.

Leia também:

Paris vai limitar a circulação de veículos em 2024

Carros elétricos: peso dos modelos pode ser um problema ambiental

5 carros flex mais econômicos do Brasil

4. Peel P50

Peel P50. (Fonte: WikimediaCommons/Reprodução)
Peel P50. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Falando em carros compactos, alguns deles exageraram na tentativa de reduzir o tamanho. Foi o caso do Peel P50, produzido entre 1962 e 1965. O modelo ganhou do Guinness Book de 2010 o título de menor carro já produzido. Com 1 metro de altura, 1,34 metro de profundidade e 98 centímetros de largura, o Peel P50 mal comportava o motorista. A versão original alcançava 61 quilômetros por hora.

Desde 2011, uma companhia produz artesanalmente novos modelos sob encomenda com motor elétrico, sendo considerados triciclos ou quadriciclos em alguns países. O preço atual é de cerca de 14,879 libras.

5. Isetta

BMW Isetta 600, produzido entre 1956 e 1957 na Alemanha. (Fonte: WikimediaCommons/Reprodução)
BMW Isetta 600, produzido entre 1956 e 1957 na Alemanha. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Isetta é um microcarro desenhado pela empresa italiana Iso SpA. O modelo foi comercializado e produzido por diferentes marcas em diversos países, inclusive no Brasil, onde recebeu o nome Romi-Isetta e foi considerado um dos primeiros carros produzidos no País.

Esse modelo nasceu para ser uma opção barata e popular na Itália nos anos 1950, quando o país ainda sofria as consequências da Segunda Guerra Mundial. A companhia que o produziu era uma empresa de geladeiras e scooters, o que dá uma pista das escolhas estéticas feitas para o veículo. Uma das características mais chamativas é o fato de ele não ter portas laterais, então o motorista e um passageiro entravam pela porta frontal.

Em 2020, a empresa alemã Artega voltou a produzir o modelo, agora em versão elétrica. O motor tem 200 quilômetros de autonomia e atinge 90 quilômetros por hora.

Quer saber mais? Confira aqui a opinião e a explicação de nossos parceiros especialistas em Mobilidade.

Fonte: Supercarros, Doutor Multas, SuperBid, Icarros

Este conteúdo foi útil para você?

134300cookie-checkOs 5 carros mais estranhos do mundo