Shotgun houses: um legado arquitetônico de New Orleans

21 de abril de 2022 4 mins. de leitura
Entenda o que são as shotgun houses e como a construção delas ajuda os habitantes a se refrescarem no verão de New Orleans

A cidade de New Orleans é conhecida por ser multicultural. Com influências francesas, afro-americanas e espanholas, a capital da Louisiana, nos Estados Unidos, é um destino turístico internacional devido à música (sobretudo o jazz) e à culinária. Mas um de seus maiores legados culturais na arquitetura passou por muito tempo despercebido: as shotgun houses.

O que são shotgun houses?

Em português, shotgun house pode ser traduzido como “casa espingarda”. O termo se refere ao tipo de casas tradicionalmente construídas na cidade. Elas são construções compridas, sem corredores. O termo foi cunhado a partir de um ditado cômico que dizia que se alguém atirasse da entrada da casa, o tiro sairia pelos fundos sem acertar nenhuma parede.

Inscreva-se agora para o Estadão Summit Mobilidade. É online e gratuito!

Tradicionalmente, esse tipo de casa tem uma planta em que na entrada se localiza a sala de estar ou jantar bastante ampla, seguida de divisões nos fundos para um ou dois quartos e uma cozinha. O banheiro era localizado fora da casa. Versões mais modernas atualizaram esse layout, integrando, por exemplo, a cozinha à sala de estar e criando suítes com banheiros acoplados à casa.

Shotgun house do séc. XIX fotografada em 1973
Shotgun house do século 19 fotografada em 1973. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Vantagens das shotgun houses em New Orleans

Esse tipo de construção ajuda a lidar com o forte calor de New Orleans. Deixar as portas da frente e dos fundos abertas faz o ar circular, amenizando o calor. Além disso, essas casas tendem a ter o pé direito bem alto, algumas com até 3,6 metros de altura, fazendo o ar quente subir.

Nesse sentido, muitas janelas espalhadas pela casa, inclusive basculantes em cima das portas, ajudam na circulação do ar.

Origens

As casas shotgun também eram mais baratas para se construir e, por sua fachada pequena, pagavam menos impostos. Assim, essas construções se popularizaram. Mas novas pesquisas sugerem que essas questões práticas podem não ser o motivo da criação desse tipo de casa.

Novas teorias traçaram um paralelo do início desse tipo de construção com a chegada de povos de origem Yoruba, que fugiram do Haiti depois da Revolução de 1804. Esses novos imigrantes trouxeram a demanda, o conhecimento e a habilidade para fazer esse tipo de casa — que era tradicional no continente africano.

Planta clássica de uma shotgun house. (Fonte: WikimediaConnons/Reprodução)
Planta clássica de uma shotgun house. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Essas influências se misturaram ao dia a dia e logo surgiram diversos tipos de casa baseados nelas. Casas duplas, onde geralmente o dono alugava uma das partes; outras com segundo andar ou mezanino, além daquelas com fachadas e decorações em estilo italiano, federativo, grego e espanhol.

Leia também:

Como a pandemia impactou o preço da moradia nas grandes cidades?

Verticalização das cidades: entenda o significado do conceito

O que é Desenvolvimento Orientado pelo Transporte?

Demora do reconhecimento histórico

Apesar desse tipo de casa ser construída desde o início do século 19, seu valor histórico não foi reconhecido até pouco tempo. Nos anos 1960, era possível derrubar esse tipo de construção sem pedir aval de órgãos históricos, mesmo no tradicional distrito francês.

Após o furacão Katrina, em 2005, muitos bairros com casas tradicionais foram destruídos e ficaram abandonados. Desde então, o governo já demoliu mais de 24 mil casas desse estilo, o que gerou revoltas de antigos moradores e grupos de conservação.

Shotgun houses renovadas fazem sucesso e alcançam altos valores em bairros da moda. (Fonte: WikimediaCommons/Reprodução)
Shotgun houses renovadas fazem sucesso e alcançam altos valores em bairros da moda. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

A história das shotgun houses está longe de acabar. Casas clássicas reformadas em bairros procurados são vendidos por preços altíssimos. Em bairros de renda menores, esse tipo de casa ainda mantém bons preços e é um modelo bem integrado ao clima local, além de ser recheada de história.

Fonte: Bloomberg, CoutryLiving, Country Roads Magazine, Nola.

Quer saber mais? Confira aqui a opinião e a explicação de nossos parceiros especialistas em Mobilidade.

Este conteúdo foi útil para você?

131210cookie-checkShotgun houses: um legado arquitetônico de New Orleans