Conheça a maior ponte suspensa para pedestres do mundo

5 de junho de 2021 4 mins. de leitura
A ponte, que liga duas montanhas dentro de um parque em Arouca, no norte de Portugal, foi construída como atração turística

A maior ponte suspensa para pedestres do mundo foi inaugurada no início de maio, em Portugal. O nome já anuncia a grandiosidade da obra (que tem mais de meio quilômetro de comprimento): 516 Arouca. Porém, o que mais impressiona é a altura, a ponte fica 175 metros acima do movimentado Rio Paiva, e o cenário, que fica entre duas montanhas. 

Contudo, o objetivo da 516 Arouca não é apenas permitir que as pessoas caminhem de um lado para outro — a maior ponte suspensa para pedestres do mundo é uma atração turística. Ela está dentro do Arouca Geopark, uma área de proteção ambiental com mais de 380 quilômetros quadrados, com cerca de 40 locais de interesse geológico. 

A ponte, de 516 metros, passa por cima do Rio Paiva, no norte de Portugal (Imagem: 516 Arouca/Divulgação)
A ponte, de 516 metros, passa por cima do Rio Paiva, no norte de Portugal. (Fonte: 516 Arouca/Divulgação)

Uma descarga de adrenalina

A ponte liga dois dos pontos mais atrativos dentro do Arouca Geopark, a Cascata das Aguieiras e a Garganta do Paiva. Mas, além do cenário, a 516 Arouca já é uma atração por conta própria: a travessia é descrita como “uma descarga de adrenalina”, segundo um turista ouvido pela agência de notícias Reuters, no dia da inauguração, em maio. 

Isso porque a estrutura é ligada por cabos de aço a duas torres maciças, uma de cada lado das montanhas, de modo que quem está no meio balança um pouco a cada passo. Além disso, o chão tem um gradil metálico, com 1,2 metro de largura, que permite ver o Rio Paiva passando quase 200 metros abaixo. As torres têm 35 metros de altura para suportar o peso de toda a estrutura e dos turistas com segurança.

Os gradis de metal permitem ver os 175 metros abaixo da ponte, até o leito do Rio Paiva (Imagem: 516 Arouca/Divulgação)
Os gradis de metal permitem ver os 175 metros abaixo da ponte, até o leito do Rio Paiva. (Fonte: 516 Arouca/Divulgação)
A ponte é sustentada por cabos de aço, ligados a duas torres de 35 metros, em cada lado das montanhas (Imagem: 516 Arouca/Divulgação)
A ponte é sustentada por cabos de aço ligados a duas torres de 35 metros, em cada lado das montanhas. (Fonte: 516 Arouca/Divulgação)

O acesso à maior ponte suspensa para pedestres do mundo, em Portugal, é controlado: os turistas devem comprar ingressos (a partir de 10 euros) e agendar a visita. Crianças com menos de 6 anos não podem fazer a travessia, e os menores de 18 anos devem ser acompanhados por um adulto. As pessoas devem caminhar em fila indiana, mas podem parar para tirar alguma foto. Os passeios são guiados.

Além da 516 Arouca, o Arouca Geopark tem várias outras atrações, em especial para as pessoas que gostam de natureza. Os Passadiços do Paiva, por exemplo, são uma série de 8 quilômetros de passarelas para pedestres, que permitem explorar locais de interesse geológico ao longo da margem esquerda do Rio Paiva. A cidade fica no Norte de Portugal, na região de Aveiro.

Título de maior ponte suspensa é disputado

A construção da maior ponte suspensa para pedestres do mundo demandou cerca de quatro anos e 2,1 milhões de euros. (Fonte: 516 Arouca/Divulgação)
A construção da maior ponte suspensa para pedestres do mundo demandou cerca de quatro anos e 2,1 milhões de euros. (Fonte: 516 Arouca/Divulgação)

Antes da inauguração da 516 Arouca, a passarela Charles Kuonen, nos Alpes Suíços, detinha o título de maior ponte pedonal do mundo, com 494 metros. 

Poucos dias depois do anúncio em Portugal, surgiu a informação de que haveria uma ponte ainda maior sobre o Rio Gandaki, no Nepal — inaugurada em julho de 2020, ela teria 567 metros. Contudo, um comunicado da Câmara Municipal de Arouca argumenta que o título continua sendo de sua ponte, já que há poucas evidências sobre a obra do Nepal, quanto mais sobre sua distância ou capacidade. 

A 516 Arouca começou a ser construída em 2017 e demandou um investimento de 2,1 milhões de euros. A conclusão era prevista para meados de 2020, mas foi atrasada por conta da pandemia de covid-19. Agora, a maior ponte pedonal do mundo é a aposta de Arouca para reacender a indústria do turismo

Este conteúdo foi útil para você?

105990cookie-checkConheça a maior ponte suspensa para pedestres do mundo