Carros elétricos: 7 modelos que chegam ao Brasil em 2021

24 de abril de 2021 5 mins. de leitura
O segmento de automóveis movidos a baterias está começando a crescer no Brasil e deve receber vários lançamentos ainda neste ano

Os carros elétricos estão apenas começando a sua trajetória no Brasil, mas eles têm potencial para ainda crescer muito. Os investimentos que as fabricantes estão planejando para o segmento em um futuro próximo são a prova disso. 

Várias empresas estão ampliando suas linhas de veículos híbridos e elétricos no País, com uma série de lançamentos em vista para os próximos meses, ainda em 2021. Confira sete deles.

1. Audi e-tron GT

A fabricante de automóveis de luxo alemã já comercializa o SUV e-tron e sua versão sportback no País, com relativo sucesso: foram 183 unidades entregues em 2020, valendo mais de R$ 500 mil cada, sendo esse o elétrico mais vendido do mercado. Os planos para este ano envolvem a ampliação da linha com o lançamento do modelo e-tron GT.

Com quatro portas e apelo esportivo, seguirá a linha do Porsche Taycan — a Audi e a Porsche fazem parte do mesmo grupo empresarial. Assim como a sua versão SUV, o e-tron GT será um modelo de luxo, comercializado por algumas centenas de milhares de reais. Com dois motores, ele tem 476 cavalos de potência.

Audi deve lançar o e-tron GT no Brasil ainda em 2021 (Fonte: Fonte: Audi/Divulgação)
Audi deve lançar o e-tron GT no País ainda em 2021. (Fonte: Audi/Divulgação)

2. Ford Mustang Mach-E

A Ford chamou a atenção dos fãs de automobilismo no lançamento de seu primeiro modelo 100% elétrico ao adotar as formas clássicas do esportivo Mustang, conhecidas desde os anos 1960. Mesmo assim, o Mach-E é um SUV espaçoso, seguindo a tendência atual do estilo de carro mais alto. 

Fabricado no México, o Mustang Mach-E deve ser mais acessível do que as alternativas das marcas de luxo alemãs. Porém, a chegada ao nosso mercado depende da demanda pelo modelo nos Estados Unidos e na Europa, que devem exigir toda a capacidade da fábrica pelos próximos meses. Como o nome “Mustang” exige, o Mach-E é bem potente, com versões entre 259 e 465 cavalos.

Mustang Mach-E mescla esportividade com motores elétricos e porte de SUV (Fonte: Ford/Divulgação)
Mustang Mach-E mescla esportividade com motores elétricos e porte de SUV. (Fonte: Ford/Divulgação)

3. Volvo XC40 Recharge Electric

A fabricante sueca já vende opções híbridas de todos os seus modelos no Brasil e, agora, prepara-se para comercializar o primeiro veículo 100% elétrico. Trata-se de uma nova versão do SUV XC40, já conhecida do público. 

Importado da Bélgica, o modelo será vendido com dois motores elétricos, totalizando 413 cavalos de potência. Isso é o suficiente para levar o SUV aos 100 quilômetros por hora em apenas 4,9 segundos, com velocidade máxima limitada em 180 quilômetros por hora. O preço do XC40 elétrico ainda não foi anunciado. 

Volvo já comercializa variantes híbridas do XC40 e, em 2021, venderá a versão 100% elétrica. (Fonte: Volvo/Divulgação)
Volvo já comercializa variantes híbridas do XC40 e, em 2021, venderá a versão 100% elétrica. (Fonte: Volvo/Divulgação)

4. Renault Zoe

Passando para uma faixa menos luxuosa do mercado, temos o francês Renault Zoe, um dos elétricos mais baratos do País, que custa cerca de R$ 200 mil. Vendido no Brasil desde 2018, o modelo ganhou uma nova geração na Europa, em 2020. Agora, essa versão deve desembarcar também aqui, com melhorias em relação à anterior: a autonomia passou de 300 para quase 400 quilômetros em uma única carga. 

Renault Zoe é um dos elétricos mais acessíveis do Brasil e ganhou uma nova geração (Fonte: Renault/Divulgação)
Renault Zoe é um dos elétricos mais acessíveis do Brasil e ganhou uma nova geração. (Fonte: Renault/Divulgação)

5. Peugeot 208 e-GT

Outra fabricante francesa que está investindo pesado nos elétricos é a Peugeot. Ela pretende importar a versão elétrica de seu modelo de maior volume, o 208, para ser o top da linha no Brasil. Com 136 cavalos de potência, trata-se de um modelo bem mais esportivo do que as opções com motor 1.6 a gasolina. O preço deve ser semelhante ao do Renault Zoe, na faixa dos 200 mil reais — bem acima dos 75 a 95 mil da versão normal.

Peugeot 208 e-GT é versão mais esportiva da linha, com motor elétrico (Fonte: Jornal do Carro (Estadão)
Peugeot 208 e-GT é a versão mais esportiva da linha, com motor elétrico. (Fonte: Jornal do Carro (Estadão)

6. Fiat 500e

A primeira geração do Fiat 500 fez sucesso no País, com seu design simpático e suas formas diminutas, ideais para o tráfego urbano. No ano passado, a montadora italiana apresentou um modelo totalmente novo para a linha — dessa vez, apenas com motores elétricos. O desenho continua simpático, mas há mais espaço interno e uma versão com três portas, mais prática. O 500e pode andar até 320 quilômetros com uma carga. 

Nova geração do 500 tem apenas motores elétricos e deve chegar ao Brasil em 2021 (Fonte: Fiat/Divulgação)
Nova geração do 500 tem apenas motores elétricos e deve chegar ao Brasil em 2021. (Fonte: Fiat/Divulgação)

7. JAC iEV70

A montadora chinesa é uma das que mais apostam nos carros elétricos no Brasil, com cinco modelos já sendo comercializados no País. A linha aumentará com a oferta do iEV70, um sedan de porte médio-grande, com 4,77 metros e motor de 204 cavalos. Os modelos elétricos da JAC custam entre R$ 160 mil e R$ 300 mil atualmente — o iEV70 deve ser vendido em meio a essa faixa. 

JAC iEV70 deve ser o sexto modelo elétrico da montadora chinesa no Brasil
JAC iEV70 deve ser o sexto modelo elétrico da montadora chinesa por aqui. (Fonte: China Car Forums/Reprodução)

Por fim, também é interessante observar que novos carros híbridos — que combinam o motor elétrico com outro a gasolina — também devem ser lançados no Brasil em breve. O Corolla Cross e os Jeep Renegade e Compass 4xe são os modelos mais esperados dessa categoria, ainda em 2021. 

Fonte: Primeira Marcha, Inside EVs.

O Estadão Summit Mobilidade Urbana será online e gratuito. Inscreva-se agora!

Este conteúdo foi útil para você?

100560cookie-checkCarros elétricos: 7 modelos que chegam ao Brasil em 2021