Summit Mobilidade

4 maneiras de proteger seu carro de forma mais econômica

13 de fevereiro de 2023 4 mins. de leitura
Com alguns cuidados, é possível reduzir os gastos com o veículo a longo prazo

No começo do ano, a atenção dos proprietários de veículo se volta para o pagamento de impostos, mas, além de manter as contas em dia e realizar as manutenções preventivas, é importante investir em outros cuidados que assegurem maior tranquilidade e tornem viável uma economia substancial a longo prazo.

Confira quatro maneiras de proteger o carro de forma mais econômica.

Na hora da limpeza, é importante utilizar produtos específicos e não danificar os materiais do veículo. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

1. Limpeza adequada

Por mais banal que pareça, os cuidados na hora da limpeza são essenciais para a preservação do veículo. Isso vale tanto para a pintura externa, muitas vezes higienizada indevidamente com o uso de sabão ou detergente na presença de luz solar intensa, quanto dos bancos e do interior do automóvel, que acumulam sujeiras que muitas vezes não são removidas imediatamente e recebem a aplicação de produtos impróprios para a remoção de manchas.

Conjuntamente, esses fatores danificam o automóvel, o que pode se refletir em futuros gastos. Seja por dúvida, seja pela necessidade de poupar tempo, o melhor é contar com um serviço de limpeza de confiança; se não for possível, o ideal é realizar a higienização do veículo na sombra e por partes, evitando que o material fique em contato com produtos químicos por muito tempo.

2. Seguro ideal

Muito se fala do quanto o seguro é essencial para quem adquire um automóvel, já que evita que o proprietário tenha que lidar com prejuízos financeiros decorrentes de roubo ou perda do veículo em algum incidente.

Pensando nisso, para adequar o seguro ao tipo de uso do automóvel, as companhias seguem investindo na oferta de um portfólio diversificado, o que possibilita escolher uma modalidade específica com coberturas adicionais, abrangendo a proteção do carro em viagem internacional, por exemplo. Por isso, é importante pesquisar qual formato é mais adequado e atende melhor às necessidades.

Leia também:

(Fonte: Shutterstock/Reprodução)
Além dos seguros básicos, é possível optar por coberturas adicionais, minimizando gastos em imprevistos. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

3. De olho no combustível

Por mais que eventuais flutuações no preço do combustível acabem motivando uma pesquisa criteriosa na hora de abastecer o carro, é fundamental não rodar com o tanque quase vazio. Além do risco de não conseguir se locomover, o que gera multa e pontos na carteira, aumenta-se a chance de danificar a bomba de combustível.

Ao se dirigir ao posto, fugir de ofertas milagrosas é uma medida recomendada para evitar a chance de o veículo ser abastecido com combustível adulterado, o que pode causar falhas no motor, ruídos e perda de performance.

4. Prioridade para rotas mais seguras

Parte da rotina de quem dirige nos grandes centros urbanos é desviar das rotas mais populares, seja em virtude do rodízio de veículos, seja para fugir de congestionamentos. No entanto, é importante se atentar aos caminhos utilizados, principalmente quando não se conhece bem determinada área.

Na busca por segurança, é necessário evitar os riscos de acidentes comuns em eventos climáticos de maior intensidade, como os observados em alagamentos durante os períodos de chuva, e mesmo de danos ao veículo provocados por vias com pista danificada. Essas medidas fazem a diferença e devem ser prioridade no dia a dia do motorista, e não apenas durante viagens.

Fonte: Estadão

165440cookie-check4 maneiras de proteger seu carro de forma mais econômica