5 sinais de que o veículo foi abastecido com gasolina ruim

12 de julho de 2022 4 mins. de leitura
Saiba identificar os sinais que o carro apresenta quando está utilizando gasolina ruim

Conheça o maior evento de mobilidade urbana do Brasil

Com a gasolina alcançando preços recordes no Brasil, fica cada vez mais difícil ignorar as promoções daqueles postos “sem marca”, mas atenção: combustíveis adulterados e gasolina ruim podem danificar diversas partes do carro.

A pandemia de covid-19 e o confronto entre Rússia e Ucrânia causaram um aumento expressivo no valor do barril de petróleo. Muitos países foram afetados pela alta dos valores dos combustíveis, mas, no Brasil, o preço pesou ainda mais no bolso das pessoas.

O País, que desde 2016 adota uma política de paridade com os preços internacionais para a comercialização de combustíveis, sofreu também a desvalorização do real perante o dólar nos últimos anos.

Crise do petróleo tem causado efeito cascata no preço de produtos e dos fretes em todo o mundo. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)
Crise do petróleo tem causado efeito cascata no preço de produtos e de fretes em todo o mundo. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Com essa realidade, os brasileiros se viram como podem para manter os tanques abastecidos. Quando surgem notícias de novos aumentos, formam-se filas nos postos. Muita gente também passou a arriscar e comprar gasolina ou etanol mais baratos, normalmente de postos sem marca.

Infelizmente, essa é a hora que muitos golpistas aproveitam para lucrar, adulterando combustíveis com uma série de técnicas que variam desde batizar a gasolina com mais etanol do que o permitido por lei (27%) até adicionar misturas e solventes que podem ser extremamente perigosos para a saúde humana e para o veículo.

Quando se é vítima do golpe dos combustíveis adulterados, o veículo dá uma série de sinais de problemas. A seguir, confira os sintomas mais comuns de que a gasolina usada é adulterada.

1. Baixo rendimento

Se continuam sendo feitos os mesmos trajetos e a gasolina “não está dando conta”, isso pode ser o golpe da gasolina ruim. Queda de rendimento dos combustíveis acima de 15% não é normal. Atente-se caso o aumento do consumo acontecer após abastecer em um posto que não é de confiança.

Leia também:

2. Perda na performance

Outra consequência do uso de gasolina ruim é o fato de o carro apresentar dificuldades ao subir caminhos íngremes ou fazer ultrapassagens que antes eram normais. Isso acontece porque a gasolina que não segue os padrões impostos por lei gera queima pobre e menor rendimento energético para o veículo.

3. Falha na partida e engasgos

Gasolina e etanol de baixa qualidade podem comprometer a bomba de combustível do automóvel. Como consequência, o carro pode apresentar falhas ao dar a partida e “engasgar” nas marchas baixas.

4. Luz da injeção eletrônica

Muito cuidado se, no painel do carro, uma luz em formato de motor se acender. O sinal é um alerta de que há algo errado com a injeção eletrônica, sistema que controla a admissão de combustível no motor.

Gasolina ruim geralmente tem uma porcentagem maior de mistura com ar, o que pode causar uma série de danos em várias peças. Se a luz acender após o abastecimento, desconfie!

5. Barulhos estranhos

Combustível adulterado muitas vezes utiliza misturas com solventes de borracha que podem danificar vedações e desgastar ou quebrar peças. Como consequência, barulhos anormais podem ser ouvidos no motor e em outras partes do veículo. Quando eles aparecem junto à perda da performance ou a outros sinais citados, é provável que seja um problema decorrente da gasolina ruim.

Barulhos estranhos no motor devem ser tratados com atenção. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)
Barulhos estranhos no motor devem ser verificados com atenção. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Danos para o veículo

Como mencionamos, normalmente diferentes tipos de solvente são usados para “batizar” a gasolina. Esses produtos danificam algumas peças, como velas de ignição, bicos de injeção, filtro e bomba de combustível, sonda lambda, catalisador e peças de revestimentos isolantes.

Os custos de manutenção são altos, portanto vale a pena investir em gasolina e etanol de postos de confiança. A Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) exige que todas as bombas estejam lacradas e divulguem as seguintes informações:

  • endereço;
  • Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) do posto e selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro);
  • indicação do fornecedor do combustível (nos casos de postos sem bandeira).

Quer saber mais? Confira aqui a opinião e a explicação de nossos parceiros especialistas em Mobilidade.

Fonte: Minutos Seguros, NoxCar, LeasePlan, Notícias Automotivas.

144880cookie-check5 sinais de que o veículo foi abastecido com gasolina ruim