Summit Mobilidade

Moto esportiva: qual é a mais vendida no Brasil?

20 de setembro de 2022 3 mins. de leitura
Mercado de moto esportiva está aquecido no País, com destaque para Yamaha e Kawasaki

Conheça o maior evento de mobilidade urbana do Brasil

A pandemia de covid-19 impactou diversas áreas, mudando bastante a dinâmica da sociedade. Nesse novo cenário, as motocicletas ganharam destaque tanto para uso pessoal quanto para a prestação de serviços; entre elas, o segmento de motos esportivas vem conquistando cada vez mais o coração do brasileiro.

A moto esportiva mais vendida

Segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), em informativo recém-publicado, a moto esportiva mais emplacada entre janeiro e agosto foi a Yamaha YZF R3, totalizando 1.181 unidades, o que representa participação de 32,44% no total de motos vendidas no segmento. O modelo da marca japonesa repete o feito do ano passado, quando ficou em primeiro lugar com 2.161 unidades emplacadas.

Moto esportiva da Yamaha é destaque no Brasil. (Fonte: Yamaha/Divulgação)
Moto esportiva da Yamaha é destaque no Brasil. (Fonte: Yamaha/Reprodução)

A Yamaha YZF R3 é feita para quem gosta de velocidade e de pegar a estrada. A moto esportiva de 321 cilindradas tem potência máxima de 42 cavalos (10.750 rotações por minuto — rpm) e torque máximo de 3 quilogramas-força metro (kgf.m) (9.000 rpm). Por utilizar pneus radiais, a performance em curvas é ótima, pois oferece maior aderência e conforto em estradas sinuosas.

Leia também:

O tanque de combustível é de 14 litros, somente para gasolina, e apresenta autonomia média de aproximadamente 300 quilômetros. Considerando o elevado preço atual do combustível e o fato de o consumo médio da moto ser alto, o custo-benefício pode ficar prejudicado.

Mesmo tendo valor médio semelhante ao das concorrentes (entre R$ 20 mil e R$ 30 mil), a Yamaha YZF R3 continua sendo a preferida dos motociclistas. Os diferenciais do modelo estão no design, no conforto e na potência.

As 10 mais

A lista completa da Fenabrave mostra ainda que outra empresa japonesa, a Kawasaki, continua a ter vários modelos esportivos como os mais vendidos, com destaque para a Kawasaki Ninja 400, que ficou em segundo lugar em 2021 (com 1.274 unidades), no qual permanece em 2022, somando 963 unidades emplacadas no período entre janeiro e agosto.

1º. Yamaha YZF R3 — 1.181 unidades

2º. Kawasaki Ninja 400 — 963 unidades

3º. BMW S1000 RR — 670 unidades

4º. Kawasaki Ninja ZX 6 — 369 unidades

5º. Kawasaki Ninja 650 — 157 unidades

6º. Kawasaki Ninja ZX 10 — 130 unidades

7º. Ducati Panigale V4 — 87 unidades

8º. Suzuki GSXR 1000 — 29 unidades

9º. Suzuki GSX 1300 — 26 unidades

10º. Honda CBR 1000RR — 9 unidades

Crescimento na venda de motos

Venda de motocicletas aumentou no Brasil. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

De acordo com a Fenabrave, considerando todos os segmentos de motocicletas, até agosto deste ano foram emplacadas 862.851 unidades em todo o território nacional. No mesmo período de 2021, o número de unidades emplacadas foi de 732.580, o que representa aumento de 17,78%.

O destaque vai para a Honda, que no acumulado de vendas até agosto foi responsável por mais de 657 mil unidades emplacadas, alcançando mais de 76,15% do mercado nacional. Em segundo lugar vem discretamente a Yamaha, como pouco mais de 140 mil unidades vendidas, abocanhando 16,23% do mercado.

Fonte: Yamaha, Fenabrave, Summit Mobilidade

150310cookie-checkMoto esportiva: qual é a mais vendida no Brasil?