Vaga para idoso: como conseguir o cartão de estacionamento?

28 de dezembro de 2021 4 mins. de leitura
Pessoas com 60 anos de idade ou mais têm direito ao cartão para estacionar o automóvel em vaga para idoso

O cartão de vaga para idoso é um documento que concede autorização especial para o estacionamento de veículos, que são conduzidos ou transportam pessoas com idade superior a 60 anos, em locais especiais devidamente sinalizados.

O Estatuto do Idoso prevê que 5% das vagas em estacionamentos públicos e privados, como supermercados e shoppings, sejam destinadas para essa faixa etária. A fiscalização sobre o benefício e o uso de credenciais são regulados pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e pelo Conselho Nacional de Trânsito.

O motorista que estacionar o automóvel nas vagas reservadas para idosos, sem a credencial que comprove a permissão especial sobre o painel do carro com parte da frente voltada para cima, poderá ser penalizado com infração gravíssima de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), multa de R$ 293,47 e remoção do veículo.

Leia mais:

Fim da gratuidade no transporte para idosos: o que está em jogo? – Summit Mobilidade

Aplicativo de transporte brasileiro facilita a locomoção de idosos – Summit Mobilidade

Como solicitar o cartão de vaga para idoso?

Somente veículos com cartão específico podem estacionar em vaga para idoso. (Fonte: Câmara Municipal de Ouro Fino/Reprodução)
Somente veículos com cartão específico podem estacionar em vaga para idoso. (Fonte: Câmara Municipal de Ouro Fino/Reprodução)

O cartão de estacionamento de vaga para idoso pode ser solicitado no órgão de trânsito municipal e, na falta deste, no Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Em alguns casos, é necessário realizar um agendamento prévio para ser atendido. A emissão da autorização é gratuita e o prazo para entrega do documento depende de cada órgão.

A pessoa interessada em obter a permissão precisa apresentar CNH ou identidade e comprovante de endereço em nome do idoso, além de preencher um formulário de requerimento. Todos os documentos devem ser acompanhados por cópia simples. Alguns municípios, como São Paulo e Santos, podem exigir que o idoso seja proprietário do veículo.

Solicitação pela internet

Em alguns Estados e municípios, como é o caso do Paraná e de Curitiba, a solicitação do documento poderá ser realizada pela internet. Portanto, antes de se dirigir a um posto de atendimento físico, o idoso deve procurar o site do Detran do Estado ou da autoridade de trânsito municipal — se existir essa possibilidade — para obter a permissão de forma mais cômoda.

Validade do cartão de vaga para idoso

Documento tem validade nacional, mas órgãos municipais e estaduais podem adotar critérios específicos. (Fonte: Governo do Estado de São Paulo/Reprodução)
Documento tem validade nacional, mas órgãos municipais e estaduais podem adotar critérios específicos. (Fonte: Governo do Estado de São Paulo/Reprodução)

O cartão tem caráter vitalício e pode ser utilizado em todo o território nacional, mas cada órgão pode definir critérios específicos para a validade do documento. Para estacionar em vagas destinadas a idosos, deve ser apresentado apenas o cartão original, não sendo permitida a utilização de cópias.

O benefício é concedido exclusivamente para a pessoa cadastrada e geralmente pode ser utilizado em qualquer veículo, independentemente do proprietário ou motorista. No entanto, é proibido ceder o cartão. Caso o documento seja emprestado para terceiros, a autoridade de trânsito poderá suspender ou até mesmo cassar a permissão para estacionar em vaga para idoso.

Na maioria das cidades, o cartão não dá direito à gratuidade nos estacionamentos pagos. Entretanto, existem exceções, como o município do Rio de Janeiro, onde o idoso está isento de pagar a taxa da zona azul.

Como renovar o cartão de estacionamento para idoso?

O órgão de trânsito do município ou do Estado pode estabelecer um prazo de validade para o cartão para estacionar em vaga de idoso, a exemplo do Rio de Janeiro e São Paulo, onde o documento é válido por cinco anos.

Antes do final do período estabelecido, será necessário renovar a permissão. O processo de renovação é semelhante ao da primeira solicitação, portanto o idoso deve apresentar os mesmos documentos.  

Fonte: Departamento Estadual de Trânsito do Paraná (Detran-PR), Governo de São Paulo, Jus Brasil, Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), Código de Trânsito Brasileiro (CTB), Portal do Idoso.

Este conteúdo foi útil para você?

121831cookie-checkVaga para idoso: como conseguir o cartão de estacionamento?