Transporte multimodal: o que é e por que é importante?

1 de março de 2022 3 mins. de leitura

Transporte multimodal pode trazer mais eficiência e menor custo para matriz logística brasileira, que é concentrada no meio rodoviário

Publicidade

Quando a distância a percorrer é grande ou o destino é de difícil acesso, pode ser necessário  usar mais de um tipo de veículo para transportar a carga ou os passageiros desde seu ponto de origem. O transporte multimodal é aquele que combina diferentes meios, como navios, aviões, caminhões, trens e até mesmo dutos, de acordo com as necessidades.

No entanto, o transporte multimodal não é apenas uma combinação de modos de transporte. O serviço é executado por um único operador, responsável pelo planejamento e pela articulação de todos os meios de transporte com o objetivo de levar a mercadoria ou os passageiros em segurança a um ponto de destino.

A principal vantagem do transporte multimodal está na combinação mais eficiente de múltiplos meios de transporte. Isso torna os deslocamentos mais rápidos e baratos, além de proporcionar menos emissão de poluentes.

Leia também:

Como funciona o Quicko, app que indica trajetos multimodais

Como a legislação pode impulsionar o transporte intermodal?

Apps facilitam o uso intermodal do transporte

A importância do transporte multimodal

O custo logístico no Brasil bateu recorde em 2020. A soma dos gastos com transporte, estoque, armazenagem e serviços administrativos chegou a 12,6% do Produto Interno Bruto (PIB) do País, segundo pesquisa realizada pelo Instituto ILOS. A mudança de comportamento do consumo na pandemia fez o custo de transportes subir de 7,7% para 8,3% do PIB.

Coordenar a plataforma de logística de transporte, com maior visibilidade e transparência das variáveis, é fundamental para reduzir os custos gerais de transporte e diminuir os gastos visando garantir o melhor retorno em eficiência e receita. Uma gestão unificada permite implantar métodos de transporte mais enxutos e evitar gargalos ou falhas de trânsito.

Diferença entre transporte multimodal e intermodal

Mais da metade das rodovias brasileiras apresentam problemas, aponta pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT). (Fonte: Gilprata/Pixabay/Reprodução)
Mais da metade das rodovias brasileiras apresentam problemas, aponta pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT). (Fonte: Gilprata/Pixabay/Reprodução)

Tanto o transporte intermodal quanto o multimodal envolvem a movimentação da origem ao destino usando mais de um meio de transporte, podendo variar entre caminhão, trem, barcaça, navio ou qualquer combinação deles. Isso pode significar que várias transportadoras podem operar cada trecho da viagem. A diferença está no contrato. 

No transporte multimodal, um contrato único cobre toda a viagem. Uma transportadora assume a responsabilidade exclusiva e garante que a entrega porta a porta seja concluída, mesmo que outras transportadoras sejam usadas na viagem.

No transporte intermodal, há um contrato separado para cada trecho. Isso significa que há mais de uma empresa responsável pelo sucesso da entrega da carga ou do passageiro, o que aumenta a burocracia e deixa o transporte suscetível à falta de coordenação entre empresas.

Quer saber mais? Confira aqui a opinião e a explicação de nossos parceiros especialistas em mobilidade.

Fonte: DC Logistics Brasil, Wilson Sons, Prestex, Suporte Logística, General Trade Ways, Associação Educacional Dom Bosco, CNT, Abol.

127690cookie-checkTransporte multimodal: o que é e por que é importante?

Webstories