Itararé (SP) zera tarifa do transporte público

24 de junho de 2022 3 mins. de leitura
Itararé, no interior de São Paulo, zerou a tarifa do transporte público para fomentar a economia local e aumentar o número de passageiros

Conheça o maior evento de mobilidade urbana do Brasil

Itararé, no interior de São Paulo, decidiu zerar a tarifa do transporte público no último mês. A medida, que também vem sendo adotada por outras cidades brasileiras, tem o intuito de fomentar a economia local e de aumentar o número de passageiros do modal.

Moradores de Itararé contam com novo sistema de transporte coletivo e tarifa-zero. (Prefeitura de Itararé/Reprodução)
Prefeitura de Itararé adquiriu três veículos para o novo sistema de transporte público da cidade. (Fonte: Prefeitura de Itararé/Reprodução)

A prefeitura investiu cerca de R$ 1,2 milhão para a implementação do Programa Passe Livre. Atualmente, estão em circulação três ônibus na cidade, que se dividem entre o centro e os bairros de Itararé. Os veículos foram adquiridos no ano passado com o intuito de renovar a frota de ônibus e de promover mais conforto e agilidade para o transporte público.

Para ter acesso à tarifa zero, os moradores do município devem solicitar o bilhete eletrônico à empresa Nexprime de forma presencial. A agência está localizada no bairro Vila Tonico Adolfo, na rua São Pedro, nº 2254. O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Aos sábados, o horário é das 9h às 14h.

Leia também:

Tarifa zero: diversas cidades brasileiras passam a adotar o transporte público gratuito

A gratuidade do transporte público tem o intuito de beneficiar a população local, mantendo a cobrança de turistas e visitantes. (Prefeitura de Itararé/Reprodução)
A gratuidade do transporte público tem o intuito de beneficiar a população local, mantendo a cobrança de turistas e visitantes. (Unsplash/Reprodução)

Junto a Itararé, outras cidades brasileiras entraram para a lista de municípios com tarifa zero. Só neste ano, Mariana (Minas Gerais), Parobé (Rio Grande do Sul), Paranaguá e Quatro Barras (ambas no Paraná), passaram a adotar o transporte público gratuito.

No ano passado, ao menos cinco cidades do País também tomaram medidas similares, passando a extinguir as tarifas em tempo integral ou deixando de realizar a cobrança em horários específicos da semana.

A medida é vista com bons olhos por especialistas urbanos, que veem na tarifa zero uma maneira de aumentar o fluxo de passageiros e de reduzir a quantidade de veículos particulares nas ruas.

No entanto, até o momento, a gratuidade do transporte não foi adotada por nenhuma grande metrópole do País. As principais dificuldades apontadas estão no custeamento do transporte público e na tecnologia para monitorar os passageiros.

Quer saber mais? Confira aqui a opinião e a explicação de nossos parceiros especialistas em Mobilidade.

Fonte: Mobilize, Prefeitura de Itararé.

143610cookie-checkItararé (SP) zera tarifa do transporte público